Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esther


Você já se perguntou porque Deus a criou? Porque a conduziu a um trabalho específico? Porque você nasceu numa determinada família e não em outra? Qual é o verdadeiro propósito de sua vida?
Todas nós temos dias assim. Como um ser humano criado por Deus, você anseia por um propósito e um significado – seja solteira, casada, recasada, esteja no local de trabalho ou em casa. Nos momentos em que um filho diz “amo você”, ou uma amiga fala “você é realmente especial e importante para mim”, é que você entende esse propósito – compartilhar o amor de Deus com as pessoas que conhece e com quem interage diariamente. Mesmo assim, em alguns momentos talvez até questione o impacto que suas acções possam ter.Nessas horas é bom voltar-se para o livro de Ester. Pelo fato de ter ganhado o concurso de beleza do rei Assuero e ter-se tornado sua nova rainha, sabemos que ela devia ser uma mulher bonita. Mas era apenas mais uma das muitas mulheres do rei e não podia sequer vê-lo sem ser convidada. Na verdade, se fizesse isso, seria condenada à morte a menos que o rei lhe estendesse seu cetro de ouro. (4.11).Mas fica claro que, mesmo em sua posição de ser apenas uma mulher no meio de muitas, Ester não deixou que isso a impedisse de fazer o que sabia que era certo. Quando seu primo Mardoqueu lhe contou que Hamã estava tramando a morte dos judeus, não se limitou a ouvir. Levantou-se e fez o que Mardoqueu pediu a ela que fizesse: foi falar com o rei. Ester sabia que até mesmo tentar falar com o rei poderia significar a morte. Mas estava determinada a fazer o que era certo, ainda que morresse.Ester também foi hábil na maneira de lidar com o rei. Primeiro, o convidou para jantar, não apenas uma vez, mas duas. Com o estômago bem satisfeito, o rei estava pronto para lhe conceder praticamente qualquer pedido: “Qual é a tua petição? E ser-te-á concedida, e qual é o teu desejo? E se fará ainda até metade do reino” (5.6). No segundo banquete, quando Ester finalmente revelou o seu pedido (7.3,4), o fez de maneira sábia e sincera. Contou que era judia e que uma recompensa estava prometida a todo aquele que matasse alguém de seu povo.Através de sua atitude sábia e corajosa, Ester salvou não apenas a própria vida e a de Mardoqueu, mas também a de um grande número de judeus na Pérsia. E por essa razão, Ester ainda é lembrada hoje, todos os anos, na Festa de Purím.Da próxima vez em que se perguntar se Deus a criou com um propósito especial, releia a história de Ester. Deus a colocou numa posição única (uma das esposas do rei da Pérsia, que era um grande reino), no hora certa (quando os judeus precisavam ser salvos) e no lugar certo (onde Mardoqueu podia ter acesso a ela para lhe contar as novidades e, ao mesmo tempo, perto do rei) para proteger seu povo.A vida de Ester revela o propósito especial do Senhor para ela (4.14) – e Deus tem um propósito especial para cada uma de nós. O que Ele está pedindo que você faça hoje? Você estará confiante e será corajosa?
Para saber mais a respeito de Ester, leia “Ester 2-9”
Fonte: Bíblia de Estudo da Mulher, Livro de Ester

Nenhum comentário