Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marido opresso, esposa sábia.


“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola a destrói com suas próprias mãos” (Provérbios 14:1).
Tenho refletido bastante sobre o quanto é difícil para uma mulher cristã manter seu lar estruturado dentro da sabedoria que a Bíblia determina, especialmente quando o seu companheiro não caminha juntamente com ela em busca da santificação. Por isso, hoje quero escrever diretamente para essas esposas que passam por sérias dificuldades com o marido, o qual, por um motivo ou outro, deixou-se oprimir por satanás e seus anjos. Maridos que não valorizam como deveriam suas companheiras, casamento e filhos. Trazer estes maridos para um estágio agradável de vida é uma missão que requer, como o versículo de abertura bem expressa, extrema sabedoria.Semana passada recebi um e-mail de uma jovem senhora do Rio Janeiro, cristã, cujo marido passa por problemas com o alcoolismo. O marido, segundo ela, já foi uma bênção dentro de casa, mas agora vive aprisionado nos copos de wisque e garrafas de cerveja. Outras, certamente, passam por situações semelhantes, seja na área de alcoolismo, da prostituição, dos jogos de azar, do fumo etc. Seja qual for o dilema, a mulher cristã, que acredita na família e no casamento, não pode abrir mão da sabedoria para conquistar tudo o que DEUS lhe prometeu.E por quais caminhos vai essa sabedoria?
1) A mulher sábia é uma intercessora fiel – Sabendo que não é por força humana que se destrói o mal, mas com oração e jejum, a mulher sábia não se cansa e não desiste jamais de orar pelo seu marido. Essa é uma qualidade indispensável. Vida de oração. Não adianta agir com astúcia humana, como por exemplo: destruir garrafas de cerveja; esconder a sua carteira; tirar-lhe o dinheiro para que ele não possa mais se embriagar, fumar, prostituir-se ou jogar. Isso seria, para os olhos do marido opresso, um tipo de provocação. E quanto mais ele se sentir provocado mais vai querer seguir por caminhos errados. E eis aqui uma característica de muitos maridos: ele não aceita, em hipótese alguma, ainda que reconheça seu erro, ver a sua autoridade de marido ameaçada. Desviado ou não, ele é o comandante do lar, o regente dessa orquestra. Uma outra senhora também do Rio de Janeiro se casou com um marido que era uma bênção. Depois de algum tempo ele se desviou e voltou para o mundanismo. Essa senhora não cessou de orar pelo seu companheiro. A cada dia mais se colocava na presença do Senhor JESUS. Passaram-se 5 anos nessa vida dedicada de oração. Suas esperanças se renovavam a cada amanhecer. Seu marido foi tratado por DEUS, restaurado e voltou para o lar. Hoje, ele é pastor no Rio de Janeiro e ambos servem com alegria ao Senhor JESUS. Quando a mulher toma alguma atitude, ainda que com intenções de fazer o bem para o marido, ela, assim, ocupa um trabalhar que deveria ser exclusivamente de DEUS. Conselhos cristãos são fundamentais. Mas eles precisam ser ditos no tempo certo, com muito amor e sabedoria. Em síntese, a mulher sábia não se precipita ao trabalhar de DEUS. Ela confia plenamente no seu Senhor. Afinal, se DEUS não restaurar um marido opresso, a mulher o restaurará?
2) A mulher sábia é sempre amorosa – Paciência, amor, fé, perseverança. Esses são ingredientes fundamentais para o equilíbrio de uma boa relação. Conhecer os limites do marido. No dia em que nos casamos, eu e a minha esposa, Sandra, ouvimos de um irmão da igreja o seguinte conselho: “quando um tiver bravo, o outro se cala”. Temos tentado pôr isso em prática. Sabemos que não é tão fácil assim. Confesso que às vezes me sinto aborrecido, angustiado por algum ou outro objetivo ainda não conquistado, e prefiro ficar só no meu canto, refletindo, deixando DEUS conversar comigo. Em outras ocasiões, busco desesperadamente a presença de minha esposa; os seus carinhos, os seus afagos etc. Aprendi na vida que o mal não se paga com o mal. A Bíblia nos ensina que o mal é destruído com o bem, com as virtudes do verdadeiro amor. São essas virtudes que devemos exercitar dia-a-dia, principalmente, quando nos encontramos em situações adversas dentro do lar. A opressão do marido é destruída com o exercício do amor da esposa. Certa vez, comentei com a minha esposa que o amor e o zelo que ela tem por mim, tem feito DEUS me aperfeiçoar em minha vida como marido. Os males que sobrevoam a minha vida logo são frustrados, porque o grande amor que a minha esposa demonstra, constrange-me a não decepcioná-la; em ser um marido mais exemplar para ela. Confesso que tenho tentado.
3) A mulher sábia não se deixa levar por conversas de terceiros – Qual outra verdade na Bíblia elimina a ação do mal senão orar, orar e orar? Quais argumentos racionais, humanos, por mais verdadeiros que pareçam, podem ser mais fortes que uma vida de oração? Às vezes surgem parentes, amigos, conhecidos, com intenções de ajudar a esposa, “abrir seus olhos para uma realidade”, e dizem onde ele estava, com quem estava, o que estava fazendo. Se possível levam até “provas concretas”. Eu digo o seguinte às esposas: não dêem ouvidos a pessoas com essas atitudes. Quem é de DEUS não procura alimentar a discórdia no coração humano e nem agir no lugar do Espírito Santo. Será que DEUS é limitado a ponto de não poder mostrar o verdadeiro caminho a sua serva? É preciso que o homem vá e cochiche aos ouvidos do outro? (Medite em Romanos 8:33-34). Certos tipos de conversa só alimentam angústia, ódio, desejo de vingança, de separação, por uma pessoa que está aprisionada por satanás e seus anjos. A mulher sábia conhece o DEUS A quem serve e o Poder que ELE tem para fazer o impossível. A mulher sábia confia na Fidelidade do seu DEUS e em Sua Justiça e não se deixa guiar por palavras ou pensamentos maldosos. Ela simplesmente ora, ora e ora.
4) A mulher sábia crê que DEUS está no controle de sua família – Por isso não desiste nunca de lutar nem pela sua casa, nem pela vida dos seus filhos nem pela vida do seu marido. Ela sabe que a Justiça de DEUS não é como a justiça dos homens e que a Justiça Divina não tarda e nem falha, mas vem com providência na hora certa. A mulher sábia foi ensinada pelo Espírito Santo que DEUS não olha para o exterior como faz o homem, mas para o coração. Só DEUS conhece o coração e a realidade integral de cada marido: aquele que deseja verdadeiramente agradar a sua esposa, embora muitas vezes não consiga; e aquele que sente prazer deliberado nos erros que comete. DEUS conhecia o coração de Saul como também conhecia o coração de Davi. A mulher sábia sabe que as lutas servem para o aperfeiçoamento do casal no mundo espiritual e, por isso, nunca perde as esperanças, porque a sua perfeita esperança está no Senhor JESUS. Enfim, a mulher sábia crê que DEUS está e sempre estará no controle de suas decisões, para isso estas precisam estar amparadas na Santa Palavra.Dessa forma, não seja como muitas esposas que colecionam fracassos na vida e não sabem ao certo as razões. Se você, esposa, logo percebe que seu marido não está bem espiritualmente, derrame-se em oração pela vida dele. Melhor amor é este, aquele não precisamos dizer, mas demonstrar. Deus a abençoe!!!
FERNANDO CÉSAR – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça” e “Antes que a Luz do Sol escureça”. Também é líder do Ministério Interdenominacional Recuperando Famílias para Cristo.

Nenhum comentário