Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Testemunhos de Casamentos restaurados


Deus mudou nossos corações e vidas!


"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo seu propósito".Rm: 8.28Queridos, como é bom experimentar o sobrenatural de Deus!Amados, aqui apresentamos a história de uma família que resistiu ao tentador e foi honrada por Deus:Tudo começou quando resolvemos nos casar após cinco anos de namoro. Foi aquela maravilha até mais ou menos uns três anos. Éramos muito unidos, mas mesmo assim as divergências começaram; as brigas surgiram, mas éramos felizes. Na visão do mundo, estava tudo normal.Eu achava que conhecia muito bem meu marido e o julgava incapaz de me trair realmente, apesar de ter muito ciúme e às vezes achar que ele queria ter vida de solteiro.De repente meu marido estava freqüentando reuniões que a princípio eram semanais e foram aumentando, quando dei por mim ele já saía de casa a semana inteira, todas as noites e nós tínhamos apenas o domingo para passeios com as crianças, que já eram três: Jordana, Jamille e Jarbas. Depois do nascimento do caçula é que eu comecei a “enlouquecer”, a ver o que ele dizia que eu não via, que tudo eram mentiras, intrigas e invejas... E que nenhuma das minhas desconfianças eram verdadeiras, enquanto vivíamos esses conflitos, dias melhores ou dias piores, nossa vida financeira melhorou, trabalhávamos muito, e isso tornou meu marido mais querido entre os amigos, mais atraente para as “mulheres”.Ele não encontrava mais alegria dentro de casa, buscava a felicidade na rua, fora de casa, era outra pessoa e eu me sentia cada dia mais, desvalorizada e injustiçada. Meu consolo eram meus filhos.Até achei que para permanecer casada e ter uma família “normal”, eu teria que ser hipócrita e aceitar um conselho que dizia assim: - para ser feliz você tem que: “ver e fazer de conta que não viu, ouvir e fazer de conta que não ouviu”, mas no meu íntimo eu não ia saber viver assim, eu já não reconhecia aquele homem apesar de continuar amando-o muito.Demorou muito pouco e eu sem querer abri a caixinha de surpresas e vi que a minha família estava avariada e em péssimas condições de sobrevivência... E vi o que os meus olhos não queriam ver, disse e ouvi o que não queria, enfim, tudo veio à tona!Aquele definitivamente não era o homem que Deus tinha mandado para mim, “odiei o meu marido”!Por vários meses, entreguei-me às lágrimas, ao desespero a desesperança, depois passei a ver meu marido como um doente cego, insensível e o pior, decidido a ter outra família.Ele queria apenas que eu o mandasse embora e me pediu isso por diversas vezes, mas acredite, eu, só de ruim não o mandava. Resultado: eu estava emocionalmente descontrolada, magoada e disposta a ir até o fim e simplesmente não aceitava a idéia do ex-marido e muito menos me via ao lado de outro homem.Por diversas vezes achei que Deus tinha nos abandonado e que Ele não estava vendo nosso sofrimento. Nós ainda não tínhamos experimentado o amor de Deus, mas mesmo sem entendimento, eu afirmei várias vezes que eu iria até o fim porque eu sabia que o final que Deus tinha para minha família não era aquele, que a minha história não teria aquele final. E que “se” Deus existisse Ele iria me socorrer. Meu marido estava tão ousado que passou a fugir de casa como um adolescente perseguido, a princípio eram tardes, noites, finais-de-semana e chegou a ausentar-se do nosso lar por quinze dias, sem uma notícia sequer, e quanto mais eu chorava mais ele me desprezava e eu enlouquecia. O perseguia por todos os lugares, rastreava seus passos e uma dúvida; eu via nos olhos dele que ele não fazia por maldade porque a cada retorno dele era visível que ele sofria; ele chorava e prometia que nunca mais faria isso novamente; mas ele era dominado e tudo se repetia; nós não tínhamos saída, era o fim! Em meio a tanta tribulação Deus nos presenteou com um bebê (que hoje tem cinco aninhos). Ele chegou e nos fez renascer das cinzas porque veio na mesma época, e o Casados para Sempre foi a ferramenta que Deus mandou através de um casal cristão. Nós não tínhamos ouvido falar de uma família que pudesse ser restaurada e fortalecida, achávamos que os milagres só tinham existido no tempo em que Jesus estava na terra, e aqui ressaltamos a perseverança de um casal-líder que foi sensível, reconheceu e ouviu a voz do Espírito Santo e atendeu!A princípio, meu marido só aceitou o convite para ser educado, mas não tinha intenção de freqüentar nenhuma reunião, porém, o casal percebeu a batalha e veio até nossa casa. Ele escondeu-se no banheiro para não atendê-los, mas foi em vão, eles insistiram, como ele era “educado”, fizemos a 1ª lição em nossa casa. A partir deste dia nosso lar começou a realmente passar por uma grande reforma. A cada lição, a Palavra de Deus invadia nosso coração e nós podíamos conhecer e experimentar o plano que Deus tinha para nosso casamento. Eu comecei a acreditar que era possível, e que ainda tinha jeito... E que existiam famílias realmente felizes! Ao contrário daquelas que eu conhecia, não faziam de conta... Achei aqueles encontros uma beleza, existia mesmo gente feliz do jeito que eu tinha sonhado quando criança! Mas será que nós também poderíamos ser felizes daquele jeito? Quando o curso terminasse, como é que ia ser? Nós não sabíamos mais ser felizes! Como é que meu marido ia ser perdoado por mim, depois de tudo que ele tinha feito? Pois muito bem, o curso acabou, a Palavra de Deus ficou, a ferida sarou e a felicidade chegou! O Senhor nos salvou, nos resgatou, nos restaurou e nos ensinou a sermos felizes, nos deu vida nova. Nós glorificamos a Deus porque ele nos encheu de amor por este ministério e por todos que o fazem e até hoje a cada lição o Senhor nos mostra outras maravilhas.Obrigado Jesus, porque o Senhor nos amou primeiro!“Se você ainda não conhece o plano que Deus fez para o seu casamento venha conhecer o “Casados para Sempre”!Francisco e Marluce PereiraI Igreja Batista Peniel de Fortaleza-CE Casados para Sempre!“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam”. Sl 127.1


O Senhor tem abençoado nossa familia !


"...eu e a minha casa SERVIREMOS ao SENHOR. ".Js:24.15
Meu nome é Jarbas, tenho 10 anos e sou filho do casal casados para sempre Francisco e Marluce. Eu gostaria de dizer para vocês que eu estou contente porque os meus pais agora são felizes!Quando eu era menor eu sabia que não ia tudo bem na minha casa, porque às vezes eu escutava brigas e discussões e tinha medo que os meus pais se separassem. Depois que eles fizeram o curso Casados para Sempre eu pude ver a união na minha casa e o amor de Jesus pela minha família. Hoje dou apoio aos meus pais, eles são Líderes de grupo Casados para Sempre. No dia da reunião eu fico recepcionando os casais e atendo todas as vezes que o telefone toca para não atrapalhar a reunião. Nas formaturas eu ajudo a servir os casais e também ajudo com o que precisar, e quando eu crescer também farei o curso. Obrigado pela atenção!Jarbas Pereira - Fortaleza - CE meus pais são Casados para Sempre!“E os que de ti procederem edificarão as antigas ruínas; e levantarás os fundamentos de geração em geração; e chamar-te-ão reparador das roturas, e restaurador de veredas para morar.”. Is: 58.12



UM CASAMENTO PODE DURAR 61 ANOS?


"...Sim, e para sempre".
Eles tinham apenas 17 anos quando disseram SIM um ao outro. Hoje, 61 anos depois. Carmem e Vilarindo Lima reafirmaram, diante do altar do Senhor e da Igreja Batista Central de Brasília-DF, a promessa que fizeram: um compromisso de amor, fidelidade, compreensão e respeito mútuo. Foi uma celebração as bodas de diamente do casal com direito a entrada dos cinco filhos, 12 netos e sete bisnetos. O pastor Vilarindo, acompanhado de sua filha, a missionária Aldair Espíndola, também passou pelos corredores floridos. Depois, ao som da Marcha Nupcial, foia entrade de Carmem, acompanhada de Amauri Lima, o filho primogênito. Emocionados, os presentes aplaudiram a entrada do casal. "Estamos diante de Deus e de Sua Igreja para renovar os votos matrimoniais deste homem e desta mulher. A Palavra nos declara que digno de honra entre todos seja o casamento", disse o Pastor Ricardo Espíndola, na abertura do culto solene. Coube à pastora Aldenice Lima, filha do casal, a ministração sobre as bodas de Canaã, quando Jesus realizou o primeiro milagre ao transformar água em vinho durante uma festa de casamento. A pastora ensinou que o segredo de um relacionamento feliz está no amor, no perdão, na doação, na submissão, na fidelidade e na fé. Discorrendo sobre cada item, ministrou que a Bíblia ensina que a mulher deve amar seu marido e este precisa tratá-la com doçura. Sobre o perdão enfatizou que perdoar é deixar que o outro nasça de novo na nossa história. "Coloque o Calvário entre você e seu cônjuge. Então, todos os direitos cairão por terra porque o maior perdão já nos foi dado por Jesus. Perdoar é uma tomada de decisão. A pessoa decide perdoar", disse a pastora Aldenice. Como testemunho de uma família construída sob os parâmetros cristãos, a pastora Aldenice recordou que, durante a sua infância, seus pais sempre realizaram o culto familiar. "Hoje somos delizes. Os cabelos brancos de meus pais falam de experiência e de maturidade. Quando falei para algumas pessoas que viria para Brasília para comemorar os 60 anos de casamento deles, muitos ficaram surpresos e me deram os parabéns. Quero tributar essa gratidão a Deus. Sem Ele, não chegaríamos até aqui. Passamos por muitas lutas mas a nossa casa está firmada sobre a rocha. Jesus está com a nossa família".Como sacerdotes da Igreja, os pastores Édio Valença e Sérgio Carazza, depois de darem graças, serviram a Santa ceia aos noivos. O Pastor Ricardo Spíndola dirigiu os votos do Pr. Vilarindo e Carmem. "Diante de Deus e da Igreja reunida, reafirmo-lhe as promessas que fiz há 60 anos, rogando a Deus que não permita que nada, a não ser a morte ou a vinda do Senhor, nos separe. Para isso, uma vez mais eu empenho a minha palavra e o meu amor", foi a promessa repetida pelo casal, seguida de fortes aplausos. A entrada das alianças foi o momento doce do culto. Todos os bisnetos seguiram em direção ao altar para levá-las e dar beijos nos avós. "Com este anel, reafirmo as minhas promessas para contigo. Que ele seja o símbolo da continuidade do nosso amor e de nossa fidelidade em Cristo Jesus", disse o casal um ao outro. Com a palavra mais uma vez empenhada e os votos de amor renovados, o casal foi abençoado com uma oração final. "O que Deus uniu, não separe o homem", completou o pastor Ricardo.Pr. Vilarindo e Carmem - Brasilia - DFsão Casados para Sempre!“...se a ALIANÇA de um homem for confirmada, ninguém a anula nem a acrescenta”. Gl. 3:15

Nenhum comentário