Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Caminho de DEUS para a felicidade no Lar

Pv 16.3 NVIConsagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem sucedidos”.
Temos ouvido nesses últimos anos, uma frase que cada dia que passa tem mais admiradores “A família é uma instituição falida.”
Este é o conceito da família para a maioria das pessoas no mundo secular e moderno.
E de fato esta instituição criada por Deus, apresenta estatísticas assustadoras de sua desintegração. 42% das crianças das entidades da FEBEM são de famílias evangélicas. Parece que este dado revela que alguma coisa esta saindo errado em nossas famílias e igrejas.
Vamos ver alguns sintomas de degeneração familiar que nos apresentam nesses dias:Crises, desencantos, desilusões nos casamentos, separações e divórcios, crianças abandonadas e rejeitadas, brigas constantes entre os casais; etc.
Como vencer este quadro e transformar o meu lar em um exemplo dos propósitos e objetivos de Deus?
A família para a sua estabilidade necessita urgentemente de um motivo espiritual, “Cristo”.
Como seguir o caminho de Deus para a felicidade no lar?

1) Levando a família para a busca espiritual.Dt 4.29 “Então dali buscarás ao SENHOR teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.”
Esta pratica no lar é como construir uma casa sobre a rocha, é o cimento armado, um alicerce seguro, que não pode ser abalado.
Se quisermos uma casa edificada e sólida, precisamos reconhecer que a estrutura da família moderna se transformou radicalmente ultimamente.A vida agitada, correria da escola para o trabalho, compromissos seculares e eclesiásticos tem contribuído para o afastamento dos membros da família em si. Em alguns casos o lar tem se transformado apenas em um hotel, onde os membros só se encontram para comer e dormir.
Amados precisamos nos esforçarmos para reestruturarmos o nosso tempo, compromissos e horários para podermos, ao menos uma vez por semana realizarmos o culto doméstico.Leitura da palavra, oração, adoração e proporcionarmos um ambiente para que o Espírito Santo possa fluir em nosso lar, nos trazendo assim a sua paz, alegria e comunhão.
2 Tessalonicenses 3.16 “Ora, o mesmo Senhor da paz vos dê sempre paz de toda a maneira. O Senhor seja com todos vós.
Como seguir o caminho de Deus para a felicidade no lar?

2) Exercendo uma liderança espiritual no lar.

Quem na família deve ser o responsável pelo culto familiar?
Em primeiro lugar esta responsabilidade pesa sobre os pais.
Ef 6.4 “E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor”.
Dt 6.6-7. “E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.
Quando isto não é possível esta responsabilidade fica com as mães. 2 Tm 1.5.
Se nenhum dos dois puder a responsabilidade passa a ser dos filhos. Lc 8.39.
Como seguir o caminho de Deus para a felicidade no lar?

3) Mostrando a importância da relação família-igreja.
A saúde espiritual da igreja depende do que acontece dentro do lar.
“Se queremos que a igreja de Deus continue em nós, devemos trazê-la a nossa casa e nutri-la em nossas famílias.” Richard Greenham
Nosso lar deve ser o berçário da igreja.
Seremos na igreja aquilo que seremos no lar. A família precisa estar debaixo da cobertura da oração e da intimidade com Deus (principalmente).
“A grande diferença entre um lar seguroe estável e um lar desmoronando nãoestá na ausência de lutas,mas sim,noterreno onde suas raízes foram fincadas.”
Nossa casa não precisa de quadros evangélicos, Bíblias abertas ou de palavras bonitas na porta, nosso lar precisa de Jesus, pois somente Ele pode estruturar a nossa família.
A família não é e nunca será uma instituição falida, enquanto for Cristo quem a edifica.
”Se o Senhor não edificar a casa,em vão trabalham os que a edificam.” Sl 127.1
Sem Ele tudo será em vão se você tomar outro caminho.
Viva um projeto de vida a dois abençoados, em nome de Jesus.

Enéas Amaral (Inspirado no artigo do Pr. Josué Gonçalves)

Nenhum comentário