Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quando uma mulher chora.


“Como a mãe consola o filho, Eu também consolarei vocês.” (Isaías 66: 13)
Tal como lemos no texto acima, podemos dizer que a Bíblia compara o amor de Deus com o amor de mãe. Em Jesus o amor de Deus tomou forma humana e nele temos o consolo do perdão, da esperança e da vida eterna no céu.Mãe é fonte de consolo, amor, conforto, carinho, compreensão e perdão. A fome mata, mas a privação do verdadeiro amor na vida mata mais, pois desintegra o ser humano na sua essência e afeta a todos. Os exemplos disso estão nas ruas e na violência crescente.No entanto, a pergunta de Jesus: “Mulher, por que choras? - Conforme o texto de Jo 20:15 – faz-nos refletir sobre as referência ao choro na Bíblia e, especialmente, sobre os que falam do choro de mulheres. Conversando com a Generosa sobre o que fazer para ajudar uma querida amiga, que vem a tempos a igreja, senti vontade de chorar – repentinamente, clareou-me a mente e pensei: “Problemas não matam um relacionamento e sim nossa maneira errada de solucioná-los”Há ocasiões em que as mulheres precisam ser corajosas: numa separação ou ao ficarem viúvas e também como mãe cristã, ela sabe e aprende a lutar pelo filho mesmo quando este ainda está no ventre. E luta mesmo!Encontramos na Bíblia a história de Ana, em I Sm 1: 7-10, e vemos que a condição da mulher é mais difícil e penosa no relacionamento conjugal, especialmente quando essa é trocado por outra, pois isso machuca, levando ao choro. Ana, todas as vezes que subia a Casa do Senhor, tinha a outra a irritando, pelo que chorava e não comia. Então Elcana, seu marido, lhe questionava: “Ana, por que choras? E por que não comes? E por que estás de coração triste? Não te sou eu melhor do que dez filhos?”“Pelo código de Hamurabi se a primeira mulher, a amada, fosse estéril, o homem podia casar-se com uma segunda mulher. A permissão era dada somente no caso da esterilidade”.Assim, Ana estava nessa condição e levantava-se triste e com amargura de alma, orando ao Senhor e chorava abundantemente. Ela fez um voto ao Senhor e pediu um filho varão. Nasceu-lhe Samuel e foi consagrado a Deus.Vemos que o verbo chorou, traduzido na Bíblia, é usado de diferentes maneiras. Encontramos no Antigo Testamento a acepção de chorar de alegria – Gn 29:11 – mas a ênfase recai sobre o aspecto de imploração ou reclamação em Jz 14:16-17. Da mesma forma encontramos em Ester – Es 8:3 – e Ana – I Sm 1:7-10 – o choro acompanhando pedidos, sendo usado para implorar para serem atendidas.Uma outra forma que encontramos de choro é a que vemos relatada na história da mulher de Sansão – esta usava o choro como mecanismo de manipulação – sendo essa mulher pagã, lança-se ao choro ao lado, é claro, do charme e da chantagem para conseguir o que queria. Esse tipo de choro é ilegítimo e, normalmente não resolve nada, levando apenas a desilusão.Os problemas têm solução ! O que “mata” é tomar uma posição errada nessas horas. Não chore mulher – aprenda a tomar outras atitudes:- Comece a trabalhar, valorize sua vida – estude!- Respeite a atitude do outro.- Converse sobre sua dificuldade com alguém.- Aprenda a confiar em Deus, pois Ele é misericordioso.- Seja uma mulher de fé e coragem como Abigail – I Sm 25O problema de um impasse é nosso, e é nosso! É interessante observarmos a nossa reação diante dos obstáculos incontáveis que nos aparecem – aquelas coisas que provocam o choro, mas pense: “Mulher, por que choras?”Se está chorando pelo motivo errado é bom parar. E logo! Caso contrário você corre o risco de sofrer uma grande decepção. Jesus chorou. (Jo 11:35) Chorar é bom. É permitido, sim, mas na ocasião certa e por motivos certos. Lembre-se:“Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã.” Sl 30: 5 b.
Irmã Dora Rees

Nenhum comentário