Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Testemunho O poder do Pardão.


O PODER DO PERDÃO
Como a maioria das mulheres, eu tinha um sonho de encontrar o meu príncipe encantado, me casar e constituir família. E eu o encontrei na faculdade, ele fazia o mesmo curso que eu, só que eu estava no primeiro ano e ele no terceiro, quase terminando a faculdade. Nos apaixonamos, e com 1 ano e meio de namoro nos casamos, eu já grávida de minha primeira filha. Ele era o homem dos meus sonhos, romântico, do tipo que manda flores e faz poesias, e ainda por cima, tocava violão. Só que ele tinha um pequeno defeito, que até então eu não considerava, por estar apaixonada, a bebida. E quando nos casamos, foi que me dei conta que não era um defeito, e sim um vício. Ele passou a beber cada dia mais, e isso passou a ser um inconveniente pois, onde íamos, ele não ia embora enquanto toda bebida acabasse. Foram muitas situações humilhantes e constrangedoras por causa disso. A nossa vida se resumia a bares e a reuniões em casa, regada com muita bebida. E como um vício puxa outro ou, como a Palavra diz: um abismo chama outro abismo, ele também se viciou na maconha, e a maconha foi um trampolim para a cocaína, nessa época eu já tinha meu segundo filho. Só que da bebida e da maconha eu sabia mas, a cocaína ele tentou por muito tempo esconder, mas eu sabia que algo estava errado pois, ele passou a ficar muito agressivo, não fisicamente, mas me agredia verbalmente, gritava muito e passou a sumir de casa, me deixando sozinha com meus filhos. Ele passou a negligenciar o trabalho, a não cumprir com os compromissos comuns do lar, perdeu totalmente a noção dos valores morais, resumindo, a nossa vida se transformou num inferno, as brigas eram constantes. Eu vivia em constante depressão, minha vida era só chorar, pois eu não entedia o porque daquilo tudo, e muitas vezes, pensei em tirar a minha própria vida; chegando até mesmo a colocar esse intento em prática, fazendo uma forca e nela colocando a minha cabeça. Mas Deus que já cuidava de mim, não me deixou seguir adiante com meu plano. Vivíamos nos separando e sempre voltávamos com a promessa de que ele mudaria. Até que um dia aconteceu o fato mais difícil e doloroso de minha vida: uma moça bateu na porta de minha casa, dizendo que estava grávida do meu marido e me entregando uma intimação de reconhecimento de paternidade. Foi a maneira mais cruel de saber da traição do meu marido. Meu mundo desmoronou, tudo aquilo que havia sonhado estava se desfazendo. Não existe dor maior do que essa, eu creio que somente é comparada à dor de perder um filho; é como se arrancassem uma parte sua, e na verdade é, pois a bíblia diz que somos uma só carne. No mesmo dia nos separamos, ele tentou argumentar, mas para mim esse pecado não tinha perdão. Fomos morar, eu e meus filhos na casa de minha mãe, e com 1 mês de separados, a minha sogra, que estava passando uns dias com meu marido, me convidou para ir à uma igreja evangélica com ela ( ela já era convertida à muito tempo) de tanto ela insistir, eu fui para não ser mal-educada, pois nunca havia entrado numa igreja evangélica. E quando cheguei , meu marido também estava lá, era uma estratégia da minha sogra para nos unir novamente. Só que uma coisa me chamou a atenção: o pastor estava falando de tudo o que estava acontecendo na minha vida, eu me lembro que fiquei muito brava com a minha sogra, achando que ela havia contado minha história para aquele pastor, mas ela nunca o havia visto, pois morava em outra cidade. Ele falava de traição, adultério e restauração de casamento. Aquelas palavras tocaram fundo em meu coração, chorei muito e naquela mesma noite, eu entreguei a minha vida e o meu coração a Jesus. E achando que o meu marido também o fizera, voltamos com a esperança de restauração. Só que aquela traição não saia da minha cabeça, ainda doía muito, eu vivia imaginando quantas vezez meu marido havia se relacionado com aquela mulher, como, onde, se houveram outras; virou uma tortura, eu ficava me achando um lixo, me sentindo até mesmo culpada por não satisfazer sexualmente ao meu marido. Nesse ínterim, fomos convidados para fazermos o encontro de casais da igreja que estávamos frequentando. E foi lá, numa palestra de perdão, que reconheci que devia perdoar meu marido, se quizesse ter o meu casamento completamente restaurado. E, eu tomei uma atitude: perdoei. E, a partir daí, Deus foi curando as feridas da minha alma, tirando a dor, já não me lembrava tanto do que havia acontecido. E passei a crer, que se Deus havia feito aquilo comigo, também poderia libertar meu marido das drogas. E comecei a orar por essa causa. Foram mais 3 anos de vício, eu lutando contra tudo e contra todos para ficar com meu marido, pois toda a minha família queria que eu me separasse. Mas eu cria que Deus podia fazer um milagre. Quando já estava com meu terceiro filho, que hoje está com 10 anos, as coisas ficaram muito difíceis, pois ele havia perdido o emprego, e todo o dinheiro que entrava era para as drogas, eu e meus meus filhos começamos a passar privações, a ponto de não termos nada o que comer em casa, e ainda por cima, ele nos deixava sozinhos por 2, 3 dias. Foi quando tomei a decisão de deixá-lo; porque a gente aguenta tudo, mas ver os filhos passando necessidade não. Foi uma decisão por amor; deixei uma carta para ele, dizendo que o amava muito mas, que não podia mais viver daquela maneira. Foram 2 semanas sem ter notícias dele , mas, um dia ele foi até a casa de minha mãe, onde estávamos, magro, mal vestido, dizendo que não queria mais aquela vida, que queria mudar e que precisava de ajuda. Nós o internamos numa casa de recuperação, e foi lá que o meu marido teve um encontro com a Palavra de Deus e foi totalmente transformado. Um detalhe muito importante, é que foram apenas 20 dias de internação, mas foi o tempo suficiente para Deus libertá-lo. Mais uma vez o perdão entrou em ação, e não somente o nosso casamento foi restaurado, como toda a nossa vida. Ele fez aquele exame de paternidade, e graças a Deus aquela criança não era filho dele. Hoje somos felizes, mais apaixonados do que antes, temos lutas sim, como todos os casais, mas Deus fez uma obra linda em nossas vidas. Ele restaurou a nossa sorte e hoje vivemos como quem sonha, somos imensamente gratos pelo que Deus fez, e hoje vivemos para adorá-lo. Deus nos confiou um ministério lindo, o de louvor, e hoje compomos e cantamos canções para o Senhor, nossos 2 filhos mais velhos também fazem parte do ministério de louvor.
"O perdão teve o poder de transformar o fracasso de um casamento destruido, de uma família destruida em uma linda história, uma história de amor." Aleluia!!!!!!


Um comentário

  1. Meu testemunho, não é tão forte quanto esse, mas precisei liberar o perdão ao meu marido após uma traição, e agora me sinto muito mais leve!!!!

    ResponderExcluir