Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOCÊ É PRECIOSA PARA DEUS



“Enviou desde o alto e me tomou, tirou-me das muitas águas. Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu. Surpreenderam-me no dia da minha calamidade, mas o Senhor foi o meu amparo. Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me porque tinha prazer em mim” (Salmo 18:16-19).
Neste Salmo, Davi relembrava um grande livramento; estava se rejubilando porque o Senhor o livrara dos seus inimigos: “Invocarei o nome do Senhor, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos” (Salmos 18:3).
De facto, Davi tinha passado por um teste terrível. Saul colocara sua cabeça a prémio e perseguiu-o renitentemente, de tal forma que foi forçado a dormir em cavernas, tocas e ao descampado. Davi referiu-se a esse tempo de crise assim: “As dores do inferno me cercaram, e vivi em angústia. Ímpios atemorizavam-me. Meus inimigos eram muito fortes para mim. Todos me odiavam”.
Mas Deus veio do céu com clamor para libertar Davi: “Abaixou os céus e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés. E o SENHOR trovejou nos céus; o Altíssimo levantou a sua voz; e havia saraiva e brasas de fogo.” “Enviou desde o alto e me tomou; tirou-me das muitas águas. Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu” (Salmo 18: 9, 13, 16-17).
Poderes demoníacos rodearam David. O inimigo veio como dilúvio. Contudo Davi estava capacitado para dizer: “Deus veio num forte clamor e tirou-me destas águas turbulentas. Salvou-me dos meus problemas!” “Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim” (Salmo 18:19).
O Espírito Santo Deu a Davi Uma Revelação Que é a Chave Para Todo Livramento
Davi pôde dizer: “A razão pela qual Deus me livrou de todos os inimigos, de todas as minhas dores e poderes do inferno - é porque sou precioso para Ele. O meu Deus se agrada de mim!”
Amado, se você necessita de libertação - seja da concupiscência, da tentação ou provações; se o seu problema é mental, espiritual, emocional ou físico, este versículo é a chave da vitória. E a chave é simplesmente esta: Deus se agrada de si! Você é precioso para Ele!
Em Cantares de Salomão, o Senhor diz da Sua noiva: “Quão formosa e quão aprazível és, ó amor em delícias!” (Cantares 7:6). Três destas palavras em hebraico são sinônimos: formosa (significando preciosa), aprazível (indicando prazer), e delícias (significando deleitar-se).
Estas palavras descrevem o pensamento de Jesus sobre a Sua noiva, ao contemplá-la. Olha para ela e diz: “Quão formosa, e quão adorável (preciosa) és, ó amor em delícias!" Como resposta a noiva se gaba: “Eu sou do meu amado, e ele me tem afeição” (Cantares 7:10). O significado é este: "Ele corre para mim em deleite; Ele me busca porque sou preciosa para Ele!".
Este mesmos pensamentos são encontrados por todos os Salmos: “O SENHOR agrada-se dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia” (Salmos 147:11). “Porque o SENHOR se agrada do seu povo; ele adornará os mansos com a salvação” (Salmo 149:4).
Bem, posso tentar lhe convencer do prazer que Deus tem em você dizendo-lhe: “Você é precioso para o Senhor!”. Contudo poderá pensar: “Bem, é uma linda idéia. Que lindo”.
Mas esta verdade é muito mais que uma linda idéia. É a chave exata para a sua vitória em todas as batalhas que assolam a sua alma. É o segredo para entrar no descanso que Deus lhe prometeu. E enquanto não se apoderar dela - enquanto ela não se tornar um alicerce da verdade no seu coração - você não será capaz de resistir ao que virá à frente nestes tempo perversos.
Isaías teve uma revelação do grande deleite que Deus tem em nós. Ele profetizou a Israel o seguinte da parte de Deus:
“Mas, agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome; tu és meu. Quando passares pelas águas, estarei contigo, e, quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (Isaías 43: 1-2).
Isaías não falava literalmente de uma corrente de fogo. Ele falava sobre o que o povo iria passar espiritual e mentalmente. Na época, estavam cativos, e suas inundações eram o sofrimento, o seu fogo eram as tentações, e os seus rios eram as provações. Tudo isso era tentativa do diabo para destruir e subjugar o povo de Deus.
As palavras de Isaías eram uma mensagem de pura misericórdia sobre Israel. Estavam em cativeiro devido à sua própria estupidez e tolice. Não mereciam nada. Mas Deus enviou-lhes um profeta, que em prantos, de coração partido declarava: “Deus quer que eu lhes diga que vocês pertencem a Ele!”.
Neste exato instante, você poderá estar "passando" pelas suas próprias águas turbulentas. Pode sentir-se subjugado por uma tentação que ameaça afligi-lo e consumi-lo. E você teme poder ser destruído por isso.
Você precisa entender destes exemplos bíblicos o seguinte: Deus nem sempre acalma as águas. Ele nem sempre impede que venham inundações. Nem sempre apaga os incêndios. Contudo, o que Ele efetivamente promete é: “Caminharei contigo através de tudo! Esta provação, ou circunstância não te destruirá; não te queimará ou afogará. Então, caminhe, prossiga. Sairás do outro lado comigo ao teu lado!”
Foi tudo o que os três jovens hebreus precisavam ouvir. Quando foram atirados à fornalha ardente, um quarto Homem estava ali com eles - Jesus! Eles não foram queimados. De facto nem as suas roupas ou cabelo cheiraram a fumaça. Amado, este é exatamente o tipo de livramento que Deus quer lhe dar!
Qual a motivação de Deus para o querer libertar? Seria porque você fez algo que O apaziguou? Você aumentou o seu tempo de oração? Você passa mais tempo a ler as sagradas escrituras? Você prometeu nunca mais o desapontar? Isaías teve a revelação real: “Enquanto foste precioso aos meus olhos, também foste glorificado, e eu te amei...Não temas, pois, porque estou contigo..." (Isaías 43: 4-5).
Deus estava a dizer a Israel: “Vocês estão prestes a enfrentar incêndios e inundações - mas caminharei com vocês em tudo isto. E vou lhes livrar no fim, simplesmente porque são meus! Eu os conheço pelo nome. E vocês são uma alegria para o meu coração!”.
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2: 8-9). “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia…” (Isaías 64:6).
Nem que Vivesse 500 anos Você Viveria o Suficiente Para Agradar a Deus Pelos Seus Próprios Actos
Não importa o que você faz para tentar se purificar: se não confia em Jesus para o salvar através da Sua graça, toda a sua justiça é como trapos de imundícia para Deus. A sua carne não é aceita perante Deus; nem poderá ser restaurada. Toda a carne foi removida pela cruz. Agora um novo homem surge - Cristo Homem. E fé verdadeira é ter confiança no que Ele fez por você!
Você poderá dizer “Posso crer que Deus se alegre nos pastores consagrados; eles oram e passam muito tempo a meditar na Palavra. E posso crer que presbíteros e intercessores sejam preciosos para Ele: pois padeceram pesados sofrimentos, testes e provações, e saíram vitoriosos.
"Mas custa-me a crer que cristãos como eu, cheios de problemas, sempre caindo, sejam preciosos para Deus. Ele tem de estar desgostoso comigo, porque a minha vida é só altos e baixos. Tenho problemas que não vejo como solucionar. Sinto que caí no Seu desagrado. Sim, creio que Ele me ama, mas certamente está desapontado comigo porque falhei demais!”.
Por favor compreenda: a maravilhosa profecia da graça dada por Isaías foi dada a um povo que tinha sido roubado, humilhado, preso e jogado na prisão - tudo por causa da sua tolice e incredulidade! Chegou a tal ponto que Deus lhes disse: “Agora - depois de todas as suas falhas - venho a vocês com uma mensagem de esperança. Apenas porque vocês são meus!”
Nunca esquecerei a dor que experimentei quando um dos meus filhos adolescentes se chegou a mim e confessou: “Pai, nunca senti que tenha lhe agradado. Nunca me senti merecedor de seu amor, sinto que lhe desapontei toda a minha vida. O senhor deve estar mesmo desapontado comigo. Falhei tantas vezes”.
Aquelas palavras doeram. Abracei aquela criança cheia de lágrimas, magoado no meu íntimo. Pensei “O quanto eu errei! Já mostrei o meu amor à essa criança; já lhe disse isso e demonstrei uma vez após outra. Todos os outros meus filhos se sentiram seguros do meu amor. Como é que esta criança pôde carregar tal sentimento por tanto tempo, e sentir essa infelicidade e essa culpa desnecessárias?"
Chorei enquanto lhe dizia: “Mas você sempre foi especial para mim. Você é a menina dos meus olhos! Quando estou viajando em conferências penso em você, e todo o meu ser se ilumina. Claro, você já cometeu tolices, algumas coisas erradas de vez em quando, tal como seus irmãos e irmã. Mas lhe perdoei! Você realmente se arrependeu, e nunca lhe rebaixei. Você é unicamente alegria para mim; tem me feito feliz toda a sua vida. Você tem sido o meu deleite!”.
Assim tem sido o relacionamento de muitos cristãos com o Pai celestial! Satanás tem lhes convencido de que só desapontaram a Deus, e nunca serão capazes de Lhe agradar. Então eles não aceitam o Seu amor. Pelo contrário, vivem como se a Sua ira estivesse sempre soprando sobre eles. Que forma horrível de viver! E quão doloroso deve ser para Deus, quando vê Seus filhos a viverem desta forma.
Talvez você tenha crescido num lar sem amor ou carinho. Talvez sua mãe, pai ou familiares o tenham feito sentir que não valesse nada. Nunca se sentiu especial ou precioso para alguém em particular. Ninguém o abraçou e disse-lhe “Eu te amo! És especial para mim. Estou tão orgulhoso de ti!”. Quantas crianças cresceram querendo ser especiais para o pai ou para a mãe? E quantos adultos lutam hoje pelo perfeccionismo, porque nunca se sentiram preciosos ou um deleite para seus pais?
Ao longo dos anos tenho me emocionado às lágrimas por memórias de infância de homens e mulheres viciados em drogas. Muitos dizem que o pai ou a mãe os insultavam gritando “Você não vale nada. Não faz nada certo. Nunca conseguirá nada na vida!”. Eles cresceram sentindo-se totalmente inúteis, como se não significassem nada para ninguém.
Hoje, as nossas ruas estão cheias de crianças fugidas, a quem lhes foi roubado todo o sentido de valor. Não se sentem especiais para ninguém; então se entregam à primeira pessoa na rua que os faça sentir minimamente especiais. Entregam-se a cáftens, a homens e mulheres movidos pela luxúria, a outros jovens - a qualquer um que os faça pensar que valham alguma coisa.
Oh, graças a Deus por Jesus! Para Ele, você sempre foi precioso. Não importa em que tipo de lar viveu, ou como eram seus pais terrenos. Nada disso se compara ao amor do seu Pai celestial. Desde o dia em que nasceu, você é especial para Ele!
“…e a adúltera anda à caça de preciosa vida” (Provérbios 6:26)
A adúltera referida neste versículo é Satanás. Ele caça os que são preciosos para Deus!Há certas crianças que demonstram desejo por Deus desde tenra idade. O Senhor colocou Sua mão sobre eles, e elas desejam-No ardentemene desde muito novas. Eu creio que Satanás está determinado a perseguir cada uma destes pequenos, crianças tocadas pela confiança infantil no Senhor. O demônio conhece o poder que está por trás de tanta preciosidade aos olhos de Deus. Ele viu o que aconteceu com o pequeno Samuel. Ele viu como o coração deste jovem alcançou a Deus. E viu Samuel crescer e tornar-se um poderoso profeta que estremeceu seu reino!
Agora o diabo tenta seduzir todos os que têm fome do Senhor. Por que é que você acha que está sento tão provado? Por que pensa que sofre tantos ataques? Você pode ter uma vida inteira de provações, mas isso não é porque seja mau. Não - isto é porque Satanás sabe o quanto você é precioso aos olhos de Deus. É a vida preciosa que ele anda caçando!
Há alguns anos atrás, durante uma campanha evangelística, na costa oeste do país, conheci um jovem que era feiticeiro. De facto, ele era o líder de uma convenção de feiticeiros. Apesar deste jovem estar enraizado no ocultismo, ele não acreditava que Satanás ou os seus demônios conseguiriam possui-lo.
Uma noite, enquanto tentava dormir, viu rostos demoníacos horríveis circundando o tecto do seu quarto dirigindo-se a ele. Começavam a juntar-se como uma nuvem, e logo formaram um redemoinho. O jovem percebeu que eles estavam prestes a entrar no seu coração!
Ficou petrificado. Então lembrou-se de algo da sua infância. Aí clamou: “Em nome de Jesus vão embora". E todos os demônios desapareceram.
Na noite seguinte contudo, essas forças reuniram-se numa legião ainda maior. Quando o jovem se deitou para dormir ouviu um som ao redor. Quando olhou para cima, todo o quarto estava cheio de horríveis criaturas. Tinham formado um redemoinho novamente. Desta vez o jovem levantou-se na cama e gritou: “Eu clamo pelo sangue de Jesus!”. Novamente os demônios fugiram desordenados.
O jovem pensou “Da próxima vez que vierem, não vou conseguir detê-los”. Então chamou um cristão que ele conhecia, e pediu-lhe que o acompanhasse à uma de minhas pregações.
Durante o culto o jovem líder de feiticeiros foi convencido pelo Espírito Santo, e deu seu coração ao Senhor. Na noite seguinte trouxe uma mala cheia de coisas demoníacas para a reunião. Testemunhou que sua família tinha tido um passado ligado ao ocultismo. Mas, disse: “Eu lembro-me de algo mais: quando tinha cerca de seis ou sete anos de idade, o meu coração era para Jesus. Não sei como ou porquê. Mas recordo claramente de ir ao bosque por trás da nossa casa, e ficar pregando de coração!".
Vi este mesmo coração direcionado a Deus em meus filhos e netos. E eu também tinha um coração assim quando era criança. Por isso, eu sabia exactamente a que aquele jovem se estava a referir.
De repente, me veio uma luz, e entendi porque é que o diabo tentou possuir este jovem e destruí-lo. É porque ele era tão precioso para Deus. A adúltera o havia capturado.
A Bíblia nos Dá Uma Ilustração Viva De Como Satanás Tenta Nos Enganar e Destruir Tudo Porque Somos Preciosos Aos Olhos de Deus !
Esta ilustração aparece em Números 13 - 14. Israel tinha enviado 12 espiões para pesquisar a terra prometida. Quando regressaram após quarenta dias, eles colocaram três mentiras no coração dos filhos de Deus:
1. “Há gente demais nesta terra. E são muito fortes para nós!”
2. “Os muros da cidade são muito altos. Os portões são impenetráveis!”
3. “Há gigantes na terra, não somos páreo para eles. Somos inferiores. Não dá!"
Estas mentiras convenceram o coração de Israel, e o povo passou uma noite de desespero: “Então, levantou-se toda a congregação, e alçaram a sua voz; e o povo chorou naquela mesma noite” (Números 14:1). Pode imaginar a cena? Pense como deve ter soado. Mais de dois milhões de pessoas chorando, lamentando-se, insatisfeitos - totalmente concentrados nas fraquezas e inaptidões. Esse choro de incredulidade bombardeou o céu.
Amado, dê uma olhada firme e séria na cena. Dá para a gente se ver dentro dela! Você alguma vez passou uma noite como aquela - chorando e se lamentado por causa de mentiras demoníacas plantadas em seu espírito? Já alguma vez gritou para Deus: "Chega - eu não agüento mais! A luta é forte demais. Há exércitos dentro de mim que nunca serão abatidos. Para mim, agora acabou - nunca vou conseguir. Perdi a batalha!”?
O demônio lança estas mesmas três mentiras a todo o povo de Deus: “As tentações que você recebe são numerosas demais; a sua lascívia é esmagadora; você é muito fraco para resistir ao poder que vem sobre si!”.
O Que Deus disse a Israel é para nós hoje também: “…sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha” (Êxodo 19:5). “Porque és povo santo ao SENHOR, teu Deus, e o SENHOR te escolheu de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhes seres o seu povo próprio”(Deuteron. 14:2).
Estou certo que Israel se sentiu precioso e especial para Deus quando Ele os salvou pela primeira vez. Após tê-los livrado do cativeiro no Egito, aberto o Mar Vermelho e os salvado do exército do faraó, devem ter dito: “Reparem nos grandes milagres que Deus fez por nós. Ele nos ama de verdade!”.
E a maioria dos cristãos de hoje deve dizer o mesmo sobre o seu Senhor e Salvador: “Sim: Deus me salvou do pecado. Repare nas coisas de que me livrou. Devo ser especial para Ele!”.
A minha pergunta é: o que acontece? em poucos anos muitos cristãos ficam como Israel. Os problemas e lutas da vida vêm sobre eles, e pensam: “No passado fomos preciosos aos olhos de Deus, quer dizer, o suficiente para que nos salvasse. Mas agora, depois de O servir todos estes anos, somos apenas gafanhotos: somos comida para os inimigos!”.
Tais crentes derrotados já não sentem o prazer de Deus neles. De facto, muitos crêem que Deus os abandonou! Quando Israel disse: “Somos gafanhotos aos olhos dos gigantes”, estava dizendo: “Deus nos considera insectos sem futuro, prestes a serem esmagados. O inimigo vai-nos esmagar no chão. Não somos melhores que gafanhotos!”.
Josué e Calebe Tinham um Espírito Diferente!
Josué e Calebe estavam entre os doze espiões que foram enviados. Mas eles regressaram cheios de esperança. Não derramaram lágrimas, lamentando-se da situação. Pelo contrário, se rejubilavam depois de espiarem a terra. Estavam cheios de fé e visão!
Você conhece cristãos assim? Estão sempre alegres. Você sabe que estão a ter lutas terríveis. Contudo parecem saber como se apropriar da suficiência de Deus em meio à situação.
Mas, e você? Está sempre cabisbaixo, sempre reclamando? Talvez os problemas pessoais ou familiares se apoderaram de você, e devoraram sua alma. Prezado santo, não importa o que esteja passando: você é precioso para Deus. E se for a Ele com um coração arrependido e uma alma faminta, Ele dar-lhe-á da Sua visão e esperança!
Josué e Calebe tiveram a revelação da sua preciosidade aos olhos de Deus. E sabiam que Israel era especial para o Senhor. Essa era a chave para seu espírito esperançoso e vitorioso. Josué disse: “Se o SENHOR se agradar de nós, então, nos porá nesta terra e no-la dará…” (Números 14:8). Em outras palavras, “Porque Ele se agrada de nós, é como se já estivéssemos na terra!”.
É a mesma revelação que Davi teve: “Ele me livrou-me e libertou - porque se agradou de mim!”. Igualmente, todo cristão vitorioso de hoje tem essa mesma revelação do amoroso Pai celestial: “Não vai falhar! Todos nossos inimigos são como carne para nós, porque somos preciosos para o Senhor, Ele se agrada em nós!”.
Deixe-me lhe revelar a grande misericórdia de Deus na pregação de Josué e Calebe. Israel tinha passado a noite em rebelião - murmurando em descrença, chorando como se Deus os tivesse abandonado, e finalmente escolhendo um líder para os devolver ao Egipto. No entanto o Senhor enviou-lhes Josué e Calebe. E eles disseram ao povo: “Apesar da noite de confusão - apesar da amargura e da murmuração, Deus se agrada em vocês. Ele vai levá-los para frente. Não temam - pois são preciosos para Ele!”.
Contudo aqui existe uma precaução também. Veja, Israel recusou-se a crer na mensagem de Deus quanto à preciosidade que era aos Seus olhos. Em vez disso, preferiram concentrar-se na situação: nos problemas, fraquezas e incapacidade. E cederam às lágrimas. Finalmente Deus perdeu a paciência com eles. Disse a Israel: “E disse o SENHOR a Moisés: Até quando me provocará este povo? E até quando me não crerão por todos os sinais que fiz no meio deles? Com pestilência o ferirei, e o rejeitarei…” (Números 14: 11-12).
Deus perdoou Israel por amor a Moisés. Mas eles não tiveram permissão de entrar na terra. Em vez disso ficaram confinados à uma existência no deserto - uma vida entregue a medo constante e à dúvidas destrutivas. Foram perdoados, mas se tornaram infelizes! Perderam a esperança, o descanso e a paz que vêm de aceitar e crer em quão especiais são para Deus os Seus filhos.
Amado, a única vez em que Deus perde a paciência conosco, é quando nos recusamos a aceitar, vez após outra, o quanto Ele nos ama e nos quer ver atravessar as batalhas. Sem dúvida, muitos cristãos hoje voltaram a um deserto que eles próprios produziram. Não têm gozo, vitória. Reparando neles, você acharia que Deus os abandonou há anos. Não! O que aconteceu é que Deus os entregou à suas próprias reclamações e murmurações!
Graças a Deus, Josué e Calebe entraram na terra prometida. E que gozo tiveram! Deus abençoou-os de uma forma incrível. Mantiveram-se como árvores verdes em Sua casa até seus últimos dias. Eram homens de poder e visão - porque sabiam que eram preciosos para Deus.
Você também é precioso para Deus, apesar de todos os problemas e falhas. E independente de suas provações e lutas, você pode ser uma árvore verde na casa de Deus, tal como foram Josué e Calebe. Firme-se simplesmente no que a Sua Palavra promete: “Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim” (Salmo 18:19). Este é o fundamento da verdadeira fé. Amém!
---Usado através de permissão concedida por World Challenge, P. O. Box 260, Lindale, TX 75771, USA.

SOU UMA MULHER AMADA, ACEITA, VALORIZADA,UNGIDA, ABENÇOADA, CONTROLADA, SÁBIA E VITORIOSA EM TODAS AS ÁREAS DA MINHA VIDA.

Nenhum comentário