Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUAIS AS QUALIDADES DO CASAL QUE AGRADA Á DEUS.

Qualidades da Mulher

Rixosa

A mulher rixosa é aquela que gosta de contendas, tudo é motivo para atritos (cricri) como acostumamos dizer, cria problemas com os vizinhos, marido, filhos e etc. cria problemas até pela própria sombra.
Não se preocupa com os ensinos que deveria transmitir aos filhos e muito menos se preocupa com os ensinos religiosos, de tudo reclama, vê defeitos em tudo e em todos, não para de falar, busca somente seus interesses não se preocupando com a razão da coisa, desconfia de tudo e de todos, não tem equilíbrio em suas ações.
Ela menospreza até o trabalho de Deus, examine o que o profeta diz em (II Samuel 6:16, 20 a 22) “E sucedeu que, entrando a arca do SENHOR na Cidade de Davi, Mical, filha de Saul, estava olhando pela janela e, vendo o rei Davi, que ia bailando e saltando diante do SENHOR, o desprezou no seu coração.(...) E, voltando Davi para abençoar a sua casa, Mical, filha de Saul, saiu a encontrar-se com Davi e disse: Quão honrado foi o rei de Israel, descobrindo-se hoje aos olhos das servas de seus servos, como sem vergonha se descobre qualquer dos vadios. Disse, porém, Davi a Mical: Perante o SENHOR que me escolheu a mim antes do que a teu pai e a toda a sua casa, mandando-me que fosse chefe sobre o povo do SENHOR, sobre Israel, perante o SENHOR me tenho alegrado. E ainda mais do que isto me envilecerei e me humilharei aos meus olhos; e das servas, de quem falaste, delas serei honrado”.
A rixosa é também considerada como louca e alvo roçadora, está escrito em (Provérbios 9:13) “A mulher louca é alvoroçadora; é néscia e não sabe coisa alguma). Louca porque com seus hábitos errados pode prejudicar, seu lar, filhos, marido e outros. Ela precipita em suas palavras, (Jó 2:9 e10) “Então, sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus e morre. Mas ele lhe disse: Como fala qualquer doida, assim falas tu... . É também como o gotejar do telhado, (Provérbios 27:15) “O gotejar contínuo no dia de grande chuva e a mulher rixosa, um e outro são semelhantes”. É insuportável, (Provérbios 21:19) “Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e iracunda”.
A mulher rixosa pensa que só ela tem a verdade e razão, cria problemas que mais tarde se torna em amargura e muitas vezes em tragédias materiais e espirituais. E quase sempre procede vergonhosamente e o marido sofre muito com isso, (Provérbios 12:4)... “Mas a que procede vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos”. Ela é tola e arruína sua casa, (Provérbios 14:1) “Toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola
derriba-a com as suas mãos”.

Virtuosa

A mulher virtuosa é difícil de achar, (Provérbios 31:10) “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins”. É difícil de achar, mas não é impossível, (Rute 3:11) “Agora, pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa”. A mulher virtuosa é a coroa do marido, (Provérbios 12:4) “A mulher virtuosa é a coroa do seu marido”... . É benção de Deus, (Provérbios 18:22) “O que acha uma mulher acha uma coisa boa e alcançou a benevolência do SENHOR”.
Mulher virtuosa é também prudente e vem do Senhor, (Provérbios 19:14) “A casa e a fazenda são a herança dos pais; mas do SENHOR vem a mulher prudente”. Ela ora pelo marido e por toda família, ora pelos filhos, mas não procura casamento para eles, é verdadeiramente uma ajudadora. Ela é a honra do marido e o ama, (Cantares 6:3 e 7:10) “Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele se alimenta entre os lírios. Eu sou do meu amado, e ele me tem afeição”.
Essas qualidades são confirmadas em sua fidelidade, honra e ações ela ama e não tem ciúmes, é verdadeiramente virtuosa, por isso é difícil de achar, mas não é impossível.

Sábia

As qualidades de uma mulher sábia são manifestadas em sua em seu modo de viver. Ela edifica sua casa com sabedoria (Provérbios 14:1) “Toda mulher sábia edifica a sua casa”... . O lar se edifica com sabedoria, (Provérbios 24:3) “Com a sabedoria se edifica a casa, e com a inteligência ela se firma”. A mulher sábia sabe que para se edificar a casa se requer esforços, trabalho e vontade, tem que existir um bom alicerce e esse alicerce chama se fidelidade, amor, oração e não falatórios, e muita coragem como teve Jael, veja o que diz em (Juízes 4:9 e 21) “E disse ela: Certamente irei contigo, porém não será tua a honra pelo caminho que levas; pois à mão de uma mulher o SENHOR venderá a Sísera. E Débora se levantou e partiu com Baraque para Quedes.(...) Então, Jael, mulher de Héber, tomou uma estaca da tenda, e lançou mão de um martelo, e foi-se mansamente a ele, e lhe cravou a estaca na fonte, e a pregou na terra, estando ele, porém, carregado de um profundo sono e já cansado; e assim morreu”.
A mulher sábia age sempre com sabedoria não permanece no repouso, mas aceita a advertência e se levanta para fazer a obra, (Isaías 32:9) “Levantai-vos, mulheres que estais em repouso, e ouvi a minha voz; e vós, filhas que estais tão seguras, inclinai os ouvidos às minhas palavras”. Ela não se precipita porque precipitar é falta de sabedoria e de prudência. Sara esposa de Abraão se precipitou e quis ajudar a Deus, seu ato foi uma tragédia, (Gênesis 16:2 a 5) “E disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de gerar; entra, pois, à minha serva; porventura, terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai. Assim, tomou Sarai, mulher de Abrão, a Agar, egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido, ao fim de dez anos que Abrão habitara na terra de Canaã. E ele entrou a Agar, e ela concebeu; e, vendo ela que concebera, foi sua senhora desprezada aos seus olhos. Então, disse Sarai a Abrão: Meu agravo seja sobre ti. Minha serva pus eu em teu regaço; vendo ela, agora, que concebeu, sou menosprezada aos seus olhos. O SENHOR julgue entre mim e ti”. Assim procede a imprudente e não as sábias.
A mulher sábia percebe quando o inimigo está agindo em sua casa e diante do perigo ela age corajosamente com oração e sabedoria, examine como agiu com sabedoria Jael diante do inimigo, derrotou-o com muita prudência, (Juizes 5:25 a 27) “Água pediu ele, leite lhe deu ela; em taça de príncipes lhe ofereceu manteiga. À estaca estendeu a sua mão esquerda, e ao maço dos trabalhadores, a sua direita; e matou a Sísera e rachou-lhe a cabeça, quando lhe pregou e atravessou as fontes. Entre os seus pés, se encurvou, caiu, ficou estirado; entre os seus pés, se encurvou, caiu; onde se encurvou, ali ficou abatido”. Ela ajuda o marido governar a casa e não é preguiçosa, (Provérbios 31:27) “Olha pelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça”. Ela é chamada de bem-aventurada e louvada pelos seus, “Provérbios 31:28 e 29) “Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada; como também seu marido, que a louva, dizendo: Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior”. Até fora do lar ela é louvada porque teme ao Senhor, (Provérbios 31:30 e 31) “Enganosa é a graça, e vaidade, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada. Dai-lhe do fruto das suas mãos, e louvem-na nas portas as suas obras”. Ela orienta os filhos desde a tenra idade, (2 Timóteo 1:5) “Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti”. Essas mulheres verdadeiramente foram sábias, isso se confirma em (2 Timóteo 3:15) “E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus”.



Qualidades do Homem

Rixoso

Rixoso é aquele que vive criando problemas, como a esposa, com os filhos, com vizinhos, é ciumento, iracundo, de tudo desconfia, nunca está contente,reclama de tudo, em nada ajuda a esposa nos afazeres da casa e só critica, (Provérbios 29:22) “O homem iracundo levanta contendas; e o furioso multiplica as transgressões”. Ele é como o carvão que se incendeia fácil, (Provérbios 26:21) “Como o carvão é para o borralho, e a lenha, para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas”. A esposa nada pode fazer ou conversar com alguém, que já é motivo para contenda, ele a humilha diante das pessoas, trata-a como escrava, usa-a como objeto para seus instintos carnais, só nesse momento é que ela tem valor.
È precipitado e sem valor, (Provérbios 29:20) “Tens visto um homem precipitado nas suas palavras? Maior esperança há de um tolo do que dele”. É desordenado e falador, (Tito 1:10) “Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores”... .

Virtuoso

Virtuoso é aquele cujas palavras são como bálsamo, (o bálsamo tem em si o poder balsâmico, aromático, odorífico, confortador, animador e até poder analgésico) O bálsamo fazia parte dos presentes que eram enviados aos nobres, (Gênesis 43:11) “Então, disse-lhes Israel, seu pai: Pois que assim é, fazei isso; tomai do mais precioso desta terra em vossos sacos e levai ao varão um presente: um pouco de bálsamo, um pouco de mel, especiarias, mirra, terebinto e amêndoas”.
Isso significa palavra branda, suave, amiga, própria do homem virtuoso é bem-aventurado porque ele não se assenta na roda de escarnecedores (Salmos 1:1) “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”.
O homem virtuoso alcançará vitória, (Provérbios 11:6) “A justiça dos virtuosos os livrará, mas, na sua perversidade, serão apanhados os iníquos”.
Ele é um ajudador da família e de todos, o que ele faz, sempre faz com prazer.

Sábio

Em primeiro lugar o sábio é amigo de Deus, isso aprendemos com Abraão, 2 Crônicas 20:7 Porventura, ó Deus nosso, não lançaste tu fora os moradores desta terra, de diante do teu povo de Israel, e não a deste à semente de Abraão, teu amigo, para sempre? E em (Isaías 41:8) “Mas tu, ó Israel, servo meu, tu Jacó, a quem elegi, semente de Abraão, meu amigo”.
O homem sábio é também prudente, (Gênesis 33:1 a 3) “E levantou Jacó os olhos e olhou, e eis que vinha Esaú, e quatrocentos homens com ele. Então, repartiu os filhos entre Léia, e Raquel, e as duas servas. E pôs as servas e seus filhos na frente e a Léia e a seus filhos, atrás; porém a Raquel e José, os derradeiros. E ele mesmo passou adiante deles e inclinou-se à terra sete vezes, até que chegou a seu irmão”. O sábio é também amigo de Jesus, (João 15:15) “Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer”.
O homem sábio é despenseiro das coisas de Deus, e é fiel, (I Corint. 4:1 e 2) “Que os homens nos considerem como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso, requer-se nos despenseiros que cada um se ache fiel”. Ele ama sua mulher, porque assim fazendo estará amando a si mesmo, (Efésios 5:28) “Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo”.
O homem sábio procura o bem estar de sua família e de todos os que o cercam.



Obrigações e Submissão de Ambos

A mulher deve ser submissa ao marido, mas não escrava e sim no Senhor conforme está em (Colossenses 3:18) “Vós, mulheres, estai sujeitas a vosso próprio marido, como convém no Senhor”.
O marido tem que entender que a mulher foi dada por Deus como ajudadora e não como testa de ferro para suportá-lo em seus desvarios, (Gênesis 2:18) “E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”.
A submissão é e deve ser recíproca, conforme diz em, (I Corint. 11:11 e 12) “Todavia, nem o varão é sem a mulher, nem a mulher, sem o varão, no Senhor. Porque, como a mulher provém do varão, assim também o varão provém da mulher, mas tudo vem de Deus”.
Há casais que são unidos para o pecado fazem coisas que não agradam a Deus, em suas intimidades praticam atos como sodomia, sexo oral e outras aberrações. Para tais praticas não existem justificativas e nem submissões, porque esses atos são contrários aos ensinos bíblicos.
Existem outros que consideram tudo pecado e exageros, considerando assim o amor vai esfriando e o lar tende a cair na ruína. O amor e as intimidades conjugais devem existir, porém, dentro dos ensinos bíblicos, isso foi outorgado por Deus.
Temos exemplo de um casal que se uniram não para o bem, mas para a morte, (Atos 5: 9) “Então, Pedro lhe disse: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o Espírito do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti”.
Temos também exemplo de uma família unida perante Deus, (Atos 10:1 e 2) “E havia em Cesaréia um varão por nome Cornélio, centurião da corte chamada Italiana, piedoso e temente a Deus, com toda a sua casa, o qual fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus”.



Resumo

Tanto o homem e mulher têm que serem sábios e virtuosos para não deixarem que o inimigo estrague o lar, procurando evitar as investidas do inimigo em todas as áreas da vida, no criar dos filhos, examinarem o que eles estão aprendendo, se condiz com os ensinos bíblicos, sempre ter uma palavra amiga, com exemplo próprio para que tenha autoridade.
Recusar terminantemente qualquer ação que venha contrariar a fé.
Nos gastos da casa, nas compras de roupas, sapatos, utensílios eletrônicos e outros, examinar se verdadeiramente há necessidade e também a possibilidade de compras. Nunca gastar mais do que se ganha para não se embaraçarem com dividas.
Não é nenhuma humilhação ao marido, mas é dever ajudar a esposa nos afazeres do lar, dar banho em crianças, trocar fralda, arrumar uma cozinha e até fazer comida quando necessário. Mas o homem machão diz: Deus colocou a mulher como ajudadoura e os serviços de casa são das mulheres, muito bem e quando a mulher trabalha fora, não esta ela fazendo o serviço que era dos homens? Se você tem condições de sustentar sozinho o lar, você poderá assim mesmo dar uma ajudazinha para a esposa. Lembre-se os tempos mudaram, hoje a maior parte das mulheres trabalham fora!
As esposas também deve ser verdadeiramente uma ajudadora sendo ela a coroa do marido, amando honrando, (Provérbios 12:4) “A mulher virtuosa é a coroa do seu marido)
A consideração entre o casal deve ser recíproca e sempre firme no Senhor e Seus ensinos até o fim que Deus determinar. Evitar os ciúmes porque é um laço do diabo para destruição do lar
O casal e toda família deve vigiar sempre, crendo em Cristo e lendo a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta


Quais são as funções do marido e da esposa em uma família?


Pergunta: "Quais são as funções do marido e da esposa em uma família?"

Resposta: Apesar do fato de que o homem e a mulher são iguais em seu relacionamento com Cristo, as Escrituras listam funções específicas para cada um no casamento. O marido deve assumir a liderança no lar (1 Coríntios 11:3; Efésios 5:23). Essa liderança não deve ser ditatorial, condescendente ou uma liderança que trate sua esposa com ares de superioridade, mas deve ser de acordo com o exemplo de como Cristo lidera a Igreja. “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra” (Efésios 5:25-26). Cristo amou a Igreja (Seu povo) com compaixão, misericórdia, perdão, respeito e abnegação; assim também devem os maridos amar suas esposas.

As esposas devem se submeter à autoridade de seus maridos. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor; Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Efésios 5:22-24). Ser submissa não é apenas a responsabilidade de mulheres que têm maridos Cristãos. Não devemos nunca nos submeter aos nossos maridos se isso significa desobedecer a Deus; o relacionamento que temos com Ele deve ser mais importante (Deuteronômio 6:5). No entanto, pregar, implicar constantemente, reclamar e recusar-se a servir vai apenas levar um marido descrente para mais longe de Deus. Ao invés, mostrar ao seu marido o amor de Cristo com um comportamento que agrada a Deus, servi-lo e amá-lo, vai mostrar a esse marido um exemplo maravilhoso de como Cristo serviu e amou a igreja. Se uma mulher Cristã tem um marido incrédulo, ela não deve deixá-lo se ele ainda quer ficar com ela. Da mesma forma, se um marido Cristão tem uma esposa incrédula, ele não deve abandoná-la se ela ainda quer ficar com ele. No entanto, se o cônjuge incrédulo quer ir embora, não tem problema em deixá-lo partir (1 Coríntios 7:12-15).

Apesar das mulheres terem que se submeter aos seus maridos, a Bíblia também diz várias vezes como os maridos devem tratar suas esposas. O marido não deve agir como um ditador, mas deve mostrar respeito pela sua esposa e por suas opiniões. “Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja” (Efésios 5:28-29). “Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido” (Efésios 5:33). “Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas” (Colossenses 3:18-19). “Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações” (1 Pedro 3:7). Podemos ver por essas passagens que amor e respeito são características das funções dos maridos e das esposas. Se amor e respeito estão presentes no relacionamento, autoridade, liderança, amor e submissão não vão ser um problema para o marido ou para a sua esposa.

Quanto à divisão de responsabilidades no lar, a Bíblia instrui os maridos a providenciar por suas famílias. Isso significa que ele trabalha e ganha dinheiro suficiente para providenciar por todas as necessidades diárias da sua esposa e filhos. Falhar em fazer isso tem grandes consequências espirituais. “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel” (1 Timóteo 5:8). Um infiel é um incrédulo. Um homem que não se esforça para providenciar para a sua família não pode chamar-se de Cristão. Isso não significa que a esposa não pode ajudar em sustentar a família – Provérbios 31 demonstra que uma esposa que agrada a Deus com certeza pode fazer isso – mas providenciar para sua família não é sua responsabilidade principal – e sim do seu marido. Da mesma forma, o marido deve ajudar com as crianças e tarefas do lar (assim demonstrando amor por sua esposa). Provérbios 31 também deixa claro que o lar é para ser a área de influência e responsabilidade principal da mulher. Note que suas atividades empresariais não a atrapalham de preparar comida e vestimenta para os do seu lar (v.13-24). Mesmo se ela precisa ficar acordada até tarde e acordar cedo, sua família é muito bem cuidada. Esse não é um estilo de vida fácil para muitas mulheres – principalmente em civilizações ocidentais afluentes – e muitas mulheres estão cansadas e esgotadas por tentarem cumprir mais funções do que realmente devem. Quando isso ocorre, tanto o marido como a esposa devem em oração reorganizar suas prioridades e seguir as instruções da Bíblia para os seus papéis.

Conflitos sobre a divisão do trabalho no casamento provavelmente vão surgir, mas se o marido e a esposa são submissos a Cristo, esses conflitos vão ser poucos. Se um casal percebe que discussões sobre esse assunto são frequentes e rancorosos, ou se já se tornaram um padrão no casamento, o problema é um problema espiritual, e os dois devem se resubmeter à oração e submissão a Cristo primeiro, e então um ao outro, com uma atitude de amor e respeito.

COMO SER A ESPOSA SABIA QUE AGRADA SEU MARIDO.



”As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo...” (Cantares de Salomão 8:7).




Quando lemos Cantares de Salomão, podemos ver, por todo o poema, que a esposa está totalmente voltada para o seu amado. Ela faz planos, é a parceira amada por seu marido e não mede esforços para expressar seu desejo. Ela é uma mulher que ardentemente ama seu esposo e é amada por ele.

Assim como a mulher de Cantares, eu devo amar meu marido porque é isto que o Senhor quer de mim.
Devo amar meu marido com um amor sincero e amigo.
Depois de Deus, é a ele que devo mais amar nesta terra. É a ele que devo amar “até que a morte nos separe”.
Devo amá-lo ...
1- mais do que amo nossos filhos;
2- mais do que amo meus pais;
3- mais do que amo qualquer pessoa desta terra.

Amada irmã, veja o que dois psicólogos disseram sobre o casamento: “O ponto em que muitos casamentos estremecem é o SUPERinvestimento nos filhos e o SUBinvestimento no próprio casamento.”
Muitas esposas investem tanto nos filhos que se pode notar, claramente, que o cordão umbilical ainda não foi cortado.
Sei que devo amar meus filhos, cuidar deles, importar-me com eles MAS, primeiramente, tenho que amar meu marido, cuidar dele e me importar com ele. É isto que o Senhor quer de mim e meu esposo espera de mim.

Há uma frase de Gary Smalley que me chamou muito a atenção. Ele disse que “um aspecto indispensável do romance é sermos os ‘melhores amigos’ de nosso cônjuge.”
Quando vejo um marido conversando com sua esposa e, no meio da conversa, ele comenta com ela sobre flores, música, passeios... (tudo que ela gosta!), e ela se interessa pelo último jogo de futebol que ele assistiu, por seu jornal favorito... (tudo que ele gosta!), então posso ver um casal que se ama, que se interessa pelo o que o outro gosta e não somente pelo que ele mesmo gosta e (e isto é o mais importante) que quer ser amigo um do outro. Isto é decidir amar. Isto é querer ser amigo do seu cônjuge e querer ser feliz.

QUERER FAZÊ-LO FELIZ E DECIDIR EM MEU CORAÇÃO AMÁ-LO É...

1- Orar sempre por ele.

Em minha lista de oração ele é o primeiro. Nela, procuro colocar as áreas de sua vida que devo orar...
a) Por sua vida espiritual.
Que o Senhor coloque em seu coração o desejo de ler a Sua Palavra.
Que o Senhor coloque em seu coração o desejo de orar e depositar toda a sua vida em Seu altar.
Que o Senhor coloque em seu coração o desejo de servi-Lo.
Se ele está caminhando lado a lado com o Senhor, certamente, Ele o abençoará tanto física como espiritualmente.

b) Por sua fidelidade no casamento.
Que o Senhor tire de diante dele as tentações que o mundo oferece a cada momento.

c) Por seu crescimento espiritual.
Que o Senhor mostre a ele cada passo a ser seguido para o seu crescimento nos Seus caminhos.

d) Por seu trabalho.
Que ele possa dar o melhor de si, testemunhando, através de sua vida, àqueles que ainda não aceitaram Jesus em suas vidas.

e) Por seus projetos.

Quando estou orando por meu marido, percebo que Deus vai, pouco a pouco, mudando o meu coração e eu juntamente com ele (meu esposo) vamos nos tornando, cada vez mais, amigos.

2- Querer agradá-lo e deixá-lo sempre feliz.

A cada manhã, quando estiver orando, devo perguntar ao Senhor:
. Pai, que posso fazer por meu marido, hoje?
. Em que posso ajudá-lo?
. Que posso fazer para agradá-lo?
Posso, por exemplo, fazer seus pratos favoritos.
Quando ele estiver trabalhando, levar um lanche bem saboroso.
Fazer aquele cafezinho que ele tanto gosta ...

Quando eu era sua noiva, o que eu fazia para agradá-lo?
Que tipo de comida ele mais gostava?
Por que, hoje, eu não mais me esforço para agradá-lo como eu fazia antigamente?

Meu marido é a pessoa mais importante para mim por isso devo, de vez em quando, planejar um jantar especial para ele. Por que não? É para ele que vou preparar a comida que ele mais gosta. É para ele que vou colocar a toalha de mesa mais bonita que eu tenho, a melhor louça que possuo e... cuidar de mim tomando um bom banho, colocando a lavanda que ele gosta, um pouquinho de blush, um pouquinho de batom e... no meu coração poder dizer: “Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales. Qual o lírio entre os espinhos, tal é o meu amor...” (Cantares 2:1-2).

3- Estar sempre pronta para recebê-lo.

Devo expressar o meu amor por meu marido cuidando de minha aparência, da aparência de nossos filhos e, mesmo, da aparência de nossa casa.

a) Minha aparência
Jamais devo esperar meu marido com a mesma roupa que eu estava usando pela manhã. Tenho que me esforçar para sempre estar bonita para ele. Ah se todas nós pudéssemos sempre ouvir estas palavras exprimidas pelo esposo de Cantares à sua esposa: “Eis que és formosa, meu amor, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas entre as tuas tranças; o teu cabelo é como o rebanho de cabras que pastam no monte de Gileade” (Cantares de Salomão 4:1).

b) A aparência de nossos filhos
Meus filhos têm que estar bem limpos para receber o pai. Nunca devo deixá-los sem ter já tomado banho, trocado de roupa, cabelos penteados ...

c) A aparência da nossa casa
Minha casa deve estar sempre limpinha para receber aquele que eu tanto ama – meu marido. Devo me esforçar para agradá-lo. Devo me esforçar para que, todos os dias, ele sinta prazer em voltar para casa onde sempre encontra um ambiente onde existe um aroma de amor e amizade.
Quando meu marido percebe o meu esforço para agradá-lo, para provar que o amo, então ele entra neste mesmo clima e procura corresponder a este amor que está em meu coração.
A sua casa deve ser o “lar doce lar” que todo marido gostaria de ter.

4- Usar com sabedoria as palavras certas quando ele chegar do trabalho.

a) Não devo recebê-lo perguntando o porquê dele ter chegado tarde em casa.

b) Não devo recebê-lo contando-lhe as brigas e problemas com as crianças.

Mas devo recebê-lo...

a) com um abraço dizendo-lhe que o amo.

b) com um beijo.

Devo me lembrar de uma coisa: o modo como eu vou receber meu marido, vai determinar como vai ser o resto da nossa noite. Por isso, é melhor eu recebê-lo com muito carinho, não é verdade?

5- Procurar dar atenção e agradar aquele que eu amo.

Se meu marido sai bem cedinho de casa para o trabalho, eu, então, como uma esposa que o ama e quer agradá-lo, devo me levantar junto com ele e preparar um bem quentinho e delicioso café da manhã. Por que não?
Se eu quero ser feliz no casamento devo procurar fazer o que agrada a meu marido porque eu o amo ou porque eu decidi amá-lo.

6- Procurar aproveitar o tempo junto a ele.

Muitas mulheres preferem sair de casa para resolver algo, exatamente, quando seu marido está em casa. Esta decisão não é muito sábia, pois devemos aproveitar o nosso tempo junto com ele.
Devo colocá-lo como prioridade em minha vida.

7- Amá-lo fisicamente.

Há mulheres que não correspondem ao carinho do marido. É fria, desinteressada, fazendo apenas a sua “obrigação” (é assim que elas encaram o ato sexual). Se conhecemos a Palavra de Deus e queremos ser obedientes a ela, com certeza vamos ter um casamento cheio de amor correspondido.
Provérbios 5:19 nos ensina a sermos amorosas, graciosas ... “Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente.” Ter estes atributos, certamente, farão o meu marido feliz e o nosso casamento firme e seguro.
Como é gratificante poder sempre dizer: “Eu sou do meu amado e o meu amado é meu” (Cantares de Salomão 6:3).

Então, amada irmã, se queremos ser felizes no casamento, temos que seguir os conselhos do Senhor. Nós nunca erramos quando estamos no centro da vontade dEle.
O nosso casamento deve ser encarado como a relação mais importante de nossa vida. Portanto, cuidemos dele orando por nosso marido, agradando-o, elogiando-o e amando-o de todo o nosso coração.
Diga a cada dia que o ama e que ele é a pessoa mais importante de sua vida.

Que o Senhor nosso Deus nos abençoe, nos dê sabedoria e dirija o nosso coração em direção a Ele a fim de que eu e meu marido possamos sempre ter prazer em estarmos juntos.
-----------------------------------------------------------------------



O PADRÃO DIVINO PARA O MARIDO


O PADRÃO DIVINO PARA OS MARIDOS (Família) escrito em quarta 25 março 2009 03:06 EF 5.25; CL 3.19

Pr. José Antônio Corrêa



INTRODUÇÃO:



1. Se perguntarmos a qualquer irmão casado: "Você ama sua esposa?", certamente teremos uma resposta afirmativa. Desta forma, ele está falando do que sente por ela e o que faz por ela em termos de cuidado e consideração.

2. Contudo, o amor que Paulo fala nos textos lidos, não é avaliado pelo que se sente, nem pelo que se faz. Antes, este amor é avaliado pelo sacrifício pessoal. Para amarmos nossa esposa, de acordo com o conceito de Paulo, precisamos nos submeter a Três Condições:



I - MARIDO AME SUA ESPOSA, SACRIFICANDO-SE POR ELA

1. No N.T., há três palavras gregas que são traduzidas por amor:

a. "Eros". Refere-se ao "amor pacional", "amor sentimento", "amor desejo". Daí vem a palavra portuguesa "erotismo".

b. "Phileo". Refere-se ao "amor afeição", "o cuidado humano". Daí vem a palavra portuguesa "filantropia".

c. "Agape". Refere-se ao "amor que se avalia pelo sacrifício". É usado freqüentemente para descrever o amor de Deus e o amor que Deus coloca em nossos corações, Jo 3.16; Rm 5.5; 1 Co 13.

2. Quando Paulo disse: "Maridos amai vossas mulheres", ele usou a palavra "ágape", que é o amor que se dispõe a sacrifícios. ele exemplifica: "Como também Cristo amou a Igreja e si mesmo se entregou por ela", Ef 5.25:

a. É este o alicerce espiritual do padrão de Deus para a família. Como cabeça do lar, o homem, não pode achar-se "o soberano", "o governador de tudo", pois a autoridade dele tem como modelo a autoridade de Jesus. Jesus só recebeu autoridade, após o Calvário, Mt 28.18; Fp l2.5sess.

b. Esta autoridade do marido não é carnal, mas espiritual e divina e que se baseia no sacrifício pessoal.

3. A expressão mais evidente desta verdade, está no fato do marido trabalhar para sustento da família, embora hoje a mulher quase sempre trabalha para ajudar no sustento do lar. Porém o fato da mulher trabalhar para este fim, é incompatível com a linha de Deus. Foi ao homem que Deus disse: "Do suor de teu rosto comerás o teu pão, e não a mulher, Gn 3.16-19.

4. O "amai vossas esposas", implica em um chamado para a comunhão dos sofrimentos de Cristo, a comunhão da cruz.



II - MARIDO AME SUA ESPOSA, CUIDANDO DA VIDA ESPIRITUAL DELA

1. Devemos ter interesse em que nossas esposas mantenham um relacionamento com o Senhor. A principal tarefa do marido é cuidar da santificação de sua esposa. O seu modelo é Cristo, que se sacrificou pela sua Igreja, para a santificar, Ef 5.26.

2. Este conceito é claro em 1 Co 14.35. É provável que o conhecimento que a esposa tem das coisas de Deus, seja menos do que o do marido, daí a razão para um desenvolvimento mútuo no lar.

3. Outro ponto nesta questão é que a mulher tem a tendência de ser mais fraca diante das pressões do inimigo, 1 Tm 2.11-15.

4. Marido, cuide da vida espiritual de sua esposa.



III - MARIDO AME SUA ESPOSA, SUBMETENDO-SE À CRUZ PERANTE ELA

1. Como é que o marido pode desincumbir de sua responsabilidade? Dominando sua esposa? Fazendo com que ela lhe obedeça as ordens? Obrigando-a a ouvir considerações sobre a vida espiritual e sobre os princípios que a regam? Não. Ele o faz dando-se totalmente por ela, isto é, submetendo-se a cruz perante ela.

2. Um exemplo deste comportamento, é o seguinte: Quando os dois se desentendem, ele deve ser o primeiro a se humilhar e pedir perdão por aquilo que fez de errado. Isto implica em morrer para o "ego". Foi assim que Cristo fez, Rm 5.8.

a. Com isso ele não julga o pecado de sua esposa e não procura prever o efeito que seu comportamento terá na atitude dela. Ele renuncia seus direitos pessoais.

b. Neste exemplo, a esposa não deve pensar que o pedido de perdão do marido, é prova de culpa dele. Ele assim o faz, porque Deus determinou que fizesse.

c. Exemplo de Moisés: Foi investido de autoridade e no entanto, era o homem mais manso da terra, Num.12.3. Quando o povo se rebelava contra ele, ia para o Tabernáculo e levava o caso a Deus. Deus se encarregava dos rebeldes, Nm 12.10; 16.33. Veja uma vez que Moisés agiu pela autoridade própria, o desastre, Nm 20.1sess.

3. A autoridade exercida pelo marido não é própria, vem de Deus. Ele deve exercê-la com sabedoria, mas é Deus que a estabelece e mantém. Quando há rebeldia no lar, o marido deve submeter-se a Deus.

a. Normalmente, quando a mulher é insubmissa ao marido, é possível que ele seja insubmisso a Cristo. Somente quem sabe obedecer está apto para exercer autoridade.

4. Assim, o amor do marido, não implica apenas em ele nutrir sentimentos de carinho e ternura para com a esposa. Significa que deve estar disposto a morrer por ela, assim como Cristo morreu pela sua Igreja.



CONCLUSÃO

1. Para demonstramos nosso amor pela esposa, aquele amor que agrada a Deus, precisamos preencher as condições mencionadas:

a. Sacrificando-se por ela,

b. Cuidando de sua vida espiritual,

c. Submetendo-se à cruz perante ela.

2. Quem de nós tem feito isto?

3. Quem não tem feito, mas está disposto a fazer a partir de hoje?

O PERFIL DA ESPOSA IDEAL QUE AGRADA Á DEUS




O PERFIL DA ESPOSA IDEAL - Segundo o que Deus planejou
Pr. Josué Gonçalves



RECOMENDAÇÃO DE DEUS AOS MARIDOS



Para o marido que deseja seguir os ensinos de Deus no casamento

O objetivo número 1 da Bíblia é, sem dúvida, fazer conhecido ao homem o amor de Deus demonstrado na cruz do Calvário, dando o Seu único Filho para morrer em nosso lugar (Jo 3.16), mas quando estudamos as Sagradas Escrituras encontramos um verdadeiro manual para vivermos bem em família.

Se maridos e esposas, pais e filhos, sogras e noras, lessem na Bíblia suas instruções, sem dúvida, teríamos famílias mais felizes, unidas e abençoadas.

Muitos divórcios não estariam acontecendo, e muitos casamentos toleráveis não estariam sendo vivenciados por milhares de casais ao redor do mundo se os cônjuges prestassem mais atenção o que diz a Bíblia sobre os deveres conjugais.

Se você é um marido que deseja fazer feliz sua esposa e agradar a Deus, preste atenção as recomendações abaixo:

1 – Ame sua esposa verdadeiramente

O apóstolo Paulo interessado no bem-estar dos casais fez uma recomendação muito sérias aos maridos, especialmente aos maridos cristãos: “Maridos, ame cada um a sua mulher”. Esse amor, segundo Paulo, deveria ser o do mesmo tipo de Cristo, “como Cristo amou a igreja” e da mesma maneira que o marido ama seu próprio corpo (Ef 5.25, 28). Como os maridos cristãos podem verificar que estão amando de fato suas esposas? Paulo dá algumas dicas:

Em primeiro lugar, um marido ama sua esposa quando se dá por inteiro ao casamento. Foi isso que Cristo fez por nós.

Em segundo lugar, um marido está amando de fato sua esposa, quando procura sua santificação (Ef 5.26,27). Um marido cristão, por exemplo, não leva pornografia para o leito conjugal, não ínsita sua esposa a se afastar de Deus.

Em terceiro lugar, um marido ama sua esposa quando procura o seu bem-estar em todos os aspectos: físico, emocional, social e espiritual. Leia Efésios 5.29. Você, sendo um marido cristão, cuida da sua esposa da mesma maneira que cuida do seu corpo? Você alimenta, ou satisfaz as necessidades emocionais de sua esposa.

Um marido que ama, alimenta a esposa, não somente do ponto de vista físico, mas emocional, social e espiritual. Um marido que deseja agradar a Deus nesse papel no lar, há de ser um marido que está sempre cuidando de sua esposa.

Não somente quando está com uma enfermidade física, mas também da alma, das emoções.

Há um ditado que diz: “quem ama cuida”. Olhe para si próprio e pergunte a si mesmo se você está fazendo isso no seu casamento. Faça esse inventário conjugal e procure amar sua esposa. Amar é uma decisão, um verbo a ser cultivado todos os dias da vida conjugal. Se pararmos de conjugá-lo, com certeza, iremos diminuir a intensidade do amor para com aquela que Deus nos deu para vivermos todos os dias de nossa existência.

2 – Marido, priorize, nas suas relações sociais, o seu casamento

Esse é um dever importante. Foi por isso que Paulo escreveu Efésios 5.31. Lembre, marido: Depois do seu relacionamento com Deus, o relacionamento mais importante não que com sua mãe, pai e amigo, é com sua esposa. Muitos casamentos naufragam porque os cônjuges não priorizam, nos relacionamentos sociais, o relacionamento conjugal.

3 – Marido, lidere sua esposa em amor

O apóstolo Paulo afirma que o marido é o cabeça da mulher (Ef. 5.23). Embora seja um texto rejeitado por muitos hoje, é bíblico. Liderar a esposa em amor significa que os maridos não serão, de forma alguma, déspotas, tiranos.

Quando um marido cristão assume essa responsabilidade, cultiva na relação conjugal espaço para o diálogo, para ouvir a esposa e aceitar suas ponderações. Essa afirmação nos liga ao ponto seguinte.

4 – Marido, viva com entendimento com sua esposa

Foi isso que o apóstolo Pedro, que era casado, recomendou em 1 Pedro 3.7. Para um marido viver com entendimento com sua esposa é preciso compreendê-la como pessoa, como mulher.

Compreender suas necessidades. Ouví-la sempre. Alguém já disse que Deus deu à mulher uma anteninha que ao homem não foi dada. A mulher tem, muitas vezes, uma visão de uma situação que o homem não tem.

5 – Marido, valorize sua esposa

O apóstolo Pedro usa a expressão “com honra” (1Pd 3.7). Você, sabe, marido, o que é honrar? Honrar é valorizar, enaltecer. Um marido que ama a esposa está sempre expressando a si mesma, perante os filhos, parentes e amigos, o quanto ela é importante. Está sempre a cobrindo de elogios. Sempre enaltecendo os seus feitos.

6 – Marido, trate sua esposa com delicadeza

É o apóstolo Paulo quem diz mais uma vez aos maridos que não devem tratar suas esposas com amargura (Cl. 3.19). Não tratar com amargura significa ser cortês, bondoso e gentil. Suas palavras e gestos devem proporcionar à esposa o sentimento de que é amada. Você, marido cristão, se dirige á sua esposa com delicadeza ou é áspero em suas palavras? Você é um cavalheiro para com sua esposa?

Paulo escreveu essas palavras porque no seu tempo, na cultura grega, a mulher era tratada sem nenhum respeito ou consideração. O cristianismo veio impor uma nova conduta no relacionamento conjugal.

7 – Marido, satisfaça sua esposa sexualmente

Leia o que Paulo escreveu em 1 Coríntios 7.3. O que o apóstolo quis dizer quando usou a expressão “deveres conjugais”? Isso mesmo. A idéia é de que o marido não deve ser egoísta quando se trata de prazer sexual.

Um marido que deseja obedecer as recomendações bíblica está atento e procura, dentro dos limites do respeito e da ética cristã da sexualidade, satisfazer a mulher sexualmente. Toda esposa tem direito ao prazer sexual, ao orgasmo, à felicidade no leito conjugal.

8 – Marido, agrade sua esposa

Se você se casou, saiba que um dos deveres do marido é agradar à esposa (1 Co 7. 32,33).

Caso contrário, então permanecesse solteiro! Agora que está casado, procure agradar a Deus, em primeiro lugar. Um das maneiras de agradá-Lo é agradando sua esposa.

Por: Gilson Bifano

(Para saber mais sobre o autor CLIQUE AQUI)

(Para ler outras mensagens CLIQUE AQUI)





Texto : 1 Pe 3.1-71; Pv 14. 1; 31.10 - 31; 18.22



A mulher é o elo que liga marido e filhos. Por esta razão ela é, por muitas vêzes, o ponto de equilíbrio do lar. Uma mulher virtuosa é capaz de fazer do seu lar um jardim de felicidade e alegria em Cristo, apesar das circunstâncias.

O primeiro nome que a mulher recebe na Bíblia é de auxiliadora. Auxiliadora para completar o homem, consciente de que em Cristo não há diferença. Gl 3:27-28; 1 Co 11.3.

Elizabete Elliot, uma escritora contemporânea, escreve o seguinte: “ Nós fomos criadas para sermos mulheres. O fato de ser mulher, não me faz um tipo de cristã diferente, mas o fato de ser cristã me faz uma mulher diferente.

A mulher como auxiliadora - discípula, deve revelar o caráter de Cristo em seu viver diário, conservando sobre si a unção do Espírito Santo. Antes da submissão ao marido, já deve ser ao Senhor. Isso só é possível se a vida estiver centralizada em Cristo.



I. OS DEVERES DA ESPOSA SEGUNDO O PLANO DE DEUS.

As feministas, consideram a “submissão” da mulher ao marido, algo inconcebível, porém é preciso compreender esta regulamentação divina, na ótica divina e não humana.

1. S U B - M I S S Ã O (1 Pe 3. 1 - 7; Ef 5. 24) O que a Palavra de Deus nos ensina, está no significado da palavra submissão.

1. DEFINIÇÃO. Compreendendo este princípio, partindo do significado literal da palavra “submissão”.

SUB - quer dizer “debaixo - de”.

MISSÃO - “profissão ou vocação.”

Em resumo: SUBMISSÃO é EXERCER MISSÃO DE APOIO, missão de base, de auxilio. Alguém disse: “Por detrás de um grande homem, sempre existe uma grande mulher”.

A submissão deve ser a mais forte demonstração de amor da mulher para com o marido. Esta submissão não escraviza. É importante entender o que não é submissão segundo a Bíblia. Submissão, não é ser empregada doméstica de luxo, não é ser super-dependente, não é se auto-escravisar, não é se anular como pessoa.

2. Quais são os benefícios da submissão, segundo a Palavra de Deus.

1) Proteção. Proteção é o primeiro benefício da submissão. Uma mulher que não exerce missão de apoio no lar, está desprotegida e exposta aos perigos nas áreas EMOCIONAL, FÍSICA E ESPIRITUAL. Toda atitude de rebeldia da legalidade para o maligno e anula a operação de Deus. Não há operação divida na vida de quem não obedece os princípios da Palavra de Deus.

2) Equilíbrio Social. (Gl 3:27,28)

3) Poder espiritual, (1 Pe 3:6).

3. Três exemplos negativos de esposas: 1)Eva, Gn. 2,17; 3. 6. Por causa da insubmissão de Eva, quanto aquilo que o Senhor havia dito, toda a natureza sofre os efeitos da queda. Não valeu a pena. 2) Mulher de Ló. Gn 19.17,26. A insubmissão desta esposa, atraiu o juízo de Deus sobre si, ela foi transformada em um “monte de sal”. Dura coisa é viver ao lado de uma mulher, cuja atitude e comportamento é uma verdadeira salmoura. 3) A Mulher de Jó. (Jó 2.8,9). Se Jó não tivesse raízes profundas em sua vida de compromisso com Deus, certamente ele teria esmorecido diante das palavras de morte de sua esposa. Há muitas pessoas que tem tudo para serem felizes, só não o são, por causa daquilo que vem sendo dito um para o outro dentro do lar. Não podemos nos esquecer que, “palavras tem poder para construir ou destruir”.



4. Dois bons exemplos de esposas:

1) Sara, I Pe 3.6 . Se esta esposa não foi perfeita, foi virtuosa, porque jamais o Espírito Santo levaria Pedro a escrever sobre ela, de uma forma tão honrada, se ela não fosse uma “esposa virtuosa”.

2) Ana, I Sm 1.8-11. Dentre muitas mulheres que a Bíblia faz menção, esta é uma das que me chama atenção. Algumas qualidades de Ana : Humilde, Persistente, Confiante, Sensível, Grata, Íntegra.

2. O PRIMEIRO PASSO DA SUBMISSÃO:

1. Reconhecer o marido como líder “O Cabeça“ do lar, e levar todos os filhos a respeitá-lo como tal. (Ef. 5:23)

2. Quando a mulher não reconhece o marido como líder, ela passa a usar alguns meios para roubar-lhe a AUTORIDADE, competindo pela liderança. Quais os meios que uma mulher pode usar para roubar, interferir, diminuir a autoridade do marido?

 Através de horários, estas estabelecem hora para tudo e faz do relógio uma forma de “algema” para o marido.

 Através do sexo. Ouví falar de uma mulher, que só tinha relação sexual com o marido, se ele pagasse em dinheiro

 Através de doenças que não existem. Você sabia, que tem algumas mulheres que tem o hábito de reclamar de doenças, ou vivem dizendo que está doendo. São pessoas que tem problema de “auto-piedade”, gostam que os outros tenham dó delas. Se está doente, é obrigação do marido, procurar médico, assistência para esposa, mas se a mulher esta usando uma “estratégia enganosa” para enfraquecer a liderança do marido, esta atitude aos olhos de Deus é pecado.

 Através das lágrimas. Quando uma mulher chora demasiadamente, usando as lágrimas como “uma arma”, para impor algo, ela está revelando imaturidade. Uma esposa sábia jamais faria isto.

 Através da Espiritualidade. Um certo pastor me contou, que em sua igreja havia uma esposa, que quando queria forçar o marido a fazer alguma coisa, profetizava para ele. Essa atitude de brincar com o sagrado, pode trazer sérios prejuízos para a família. Uma espiritualidade sadia, não brinca com as coisas do Espírito Santo.

 Através do Desperdício. Reconheço que muitos marido são “excessivamente econômicos”, porém, alguns fecham a mão, provocados pelo desequilíbrio no gastar das suas esposas. O equilíbrio financeiro, depende não só do marido, mas também do equilíbrio da esposa.

 Através do Silêncio. O que dizer de um casal que consegue ficar uma semana, um mês ou um ano sem conversar dentro de casa. Para que isto não aconteça é bom lembrar do que Paulo escreveu aos Efésios :”Quando estiverem irados, não pequem alimentando o seu próprio rancor. Não deixem que o sol se ponha com vocês ainda irados - resolvam isto logo.” Ef. 4: 26

 Através das ameaças de suicídio ou separação. Penso que nunca deveríamos falar aquilo que na verdade, não queremos que aconteça. Fico admirado com a facilidade com que algumas esposas dizem para o marido: “Desse jeito vou embora”, “Tenho vontade de tirar minha vida”, etc. Por pior que seja a crise, nunca devemos tentar apagar o fogo com gasolina.

“Que exemplo esta mulher está dando às filhas?”

(Ez .16 :44)

2. O que a mulher demonstra ao reconhecer o seu papel?

1. Aceitação da vontade de Deus, 1 Jo 2.17. “Foi Deus quem baixou essa determinação regulamentadora da vida doméstica”. Rejeitar este principio, é não estar vivendo sob o senhorio de Cristo.

2. Profundo amor ágape . Tito 2.3-5.

“As mulheres idosas, semelhantemente, sejam sérias no seu viver, como convém as santas, não caluniadoras, dadas a muito vinho. Então poderão ensinar as mulheres novas a amarem seus maridos e filhos,”

Quando escreví para os maridos, procurei ser objetivo e direto, quanto ao dever do homem de amar a sua esposa voluntariamente, incondicionalmente e sacrificialmente. Se a esposa espera ser tratada como eterna namorada, com romantismo, respeito, carinho, cortesia, atitudes de bondade, etc., ela tem toda razão . Porém, faço uma pergunta para as esposas: “O que vocês estão fazendo para merecer este tratamento?”

Não é difícil cobrar, difícil é fazer aquilo que estamos cobrando do cônjuge. Muitas mulheres, depois que se casam, deixam morrer o “espírito romântico”, e passam a menosprezar aquilo que pode manter o casamento cheio de graça e vida.

Alguém disse: “Quem tem na garagem um carro Vectra ou Omega, não sai a procura de fusquinha meia qualquer coisa...” Quem tem em casa uma grande mulher, não sai em busca de “mulherzinha sem caráter”. Muitas mulheres estão perdendo seus maridos, por não fazerem o mínimo necessário, para mantê-los conquistados.

Muitas pessoas só conseguem dar valor ao que tem, depois que perdem.

1) Perguntas Que Podem Ajudar As Esposas Que Desejam Melhorar:

 Como você demonstra seu amor para o seu marido? É impossível amar sem demonstrar quem ama de alguma forma isto aparece.

 Como você trata seu marido na intimidade e diante das crianças e outras pessoas?

 Você o surpreende as vêzes com atitudes românticas?



Fonte: www.josuegoncalves.com.br



SOU UMA MULHER AMADA, ACEITA, VALORIZADA,UNGIDA, ABENÇOADA, CONTROLADA, SÁBIA E VITORIOSA EM TODAS AS ÁREAS DA MINHA VIDA.
AO COPIAR O CONTEÚDO DESTE BLOG POR FAVOR CITAR A FONTE.

Nenhum comentário